CASO FERNANDO FILHO: CRM vai abrir sindicância para apurar veracidade de boletins médicos

Guarapuava – O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) vai mesmo abrir uma sindicância interna no Hospital Evangélico para apurar a conduta do Hospital Evangélico no atendimento ao deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB).
A informação foi antecipada pelo advogado criminalista Elias Mattar Assad no início desta semana em e-mail encaminhado à Rede Sul de Notícias.
O deputado permaneceu quatro dias internado na UTI do Evangélico, após ter sido envolvido em acidente que o feriu e matou dois joven na madrugada do dia 7 de maio em Curitiba.
A assessoria do CRM disse que também já havia solicitado informações ao Evangélico e ao Hospital Albert Einstein, de São Paulo, onde Carli Filho encontra-se internado.
É que familiares de Gilmar Rafael Yared, uma das vítimas fatais ao lado de Luiz Murilo Almeida, colocaram em dúvida as informações dos boletins médicos emitidos pelo Evangélico.
Não há prazo para a conclusão da sindicância.

Relacionadas

INÍCIO DE MANDADO

Primeira sessão ordinária da Câmara ainda não tem dia definido

MILITARIZAÇÃO

Deputados aprovam alterações no programa Colégios Cívico-Militares

LUTO

Morre o ex-deputado Algaci Tulio, mais uma vítima da covid-19

Comentários