Covid-19 avança na Região e provoca uma morte em Cantagalo

A disseminação da doença em alguns municípios da Região começou em canteiro de obras em Coronel Domingues Soares onde já há 101 casos positivos

Covid-19 avança na Região e provoca uma morte em Cantagalo (Foto: Reprodução/Unsplash)

Toque de recolher, barreiras sanitárias, fechamento do comércio não essencial e fiscalização na obrigatoriedade do uso de máscaras tentam ‘fechar o cerco’ à covid-19 na Região. Uma morte foi confirmada em Cantagalo no fim de semana.

De acordo com os últimos boletins da doença há um avanço considerável no número de pessoas infectadas, principalmente, em municípios que ‘exportam’ mão-de-obra a outros locais. Esse é o caso de Coronel Domingues Soares, onde um canteiro de obras da Construtura Quebec se transformou num foco de contágio e de proliferação.
O Portal RSN entrou em contato em a Comunicação da empresa em Belo Horizonte. Porém, até a publicação desta reportagem não houve um retorno sobre as medidas tomadas para conter o foco. De acordo com o IBGE, o município possui pouco mais de sete mil habitantes e é limítrofe com Palmas, Bituruna, Mangueirinha, Reserva do Iguaçu, Pinhão e Clevelândia.

DISSEMINAÇÃO COMEÇOU EM CANTEIRO DE OBRAS

Por sediar a construção de uma pequena central hidrelétrica, a cerca de 30 quilômetros da cidade, somente na empresa 60 dos 300 funcionários testaram positivo para a doença. De acordo com a prefeitura, a empresa alugou casas para isolar os pacientes com resultados positivos.
Por ordem do Ministério do Trabalho de Pato Branco, o canteiro de obras ficou inativo por sete dias e voltou a operar na quinta (4), até que todos os funcionários fossem testados. Na cidade, o último boletim registrou 101 contaminados na cidade. Porém, bastou o primeiro para que a proliferação ocorresse e se espalhasse para outros municípios.

EM RESERVA DO IGUAÇU JÁ SÃO 15 CONFIRMAÇÕES

Em Reserva do Iguaçu onde três pessoas trabalhavam na empreiteira, já existem 15 casos positivos. De acordo com o secretário de saúde, Jefferson Beveranzo Varnier um deles foi confirmado na manhã desta segunda (8).
“Os primeiros casos foram trazidos de Coronel Domingos Soares, mas hoje a transmissão já é comunitária”, disse Jefferson ao Portal RSN. Conforme o secretário, as atividades não essenciais estão suspensas por 10 dias e há toque de recolher, desde a quinta (4). “Também intensificamos o uso de máscaras nas ruas”.
A situação é semelhante em Foz do Jordão, onde já são 18 casos confirmados. De acordo com a secretária de Saúde, Graci Soares o início também foi no canteiro de obras da Quebec. “Um familiar do primeiro caso demorou para ser detectado e agora a disseminação já é comunitária, mas estamos tomando todas as medidas necessárias”.
Nesta segunda (8) o prefeito Ivan Pinheiro da Silva assinou novo decreto reduzindo o horário do comércio, das 8h às 18h. Outra, entre tantas medidas, foi a suspensão por 30 dias, de cultos, missas e outras celebrações em templos religiosos.

CANDÓI COM TRÊS CASOS POSITIVOS

Assim como os municípios citados, Candói também convive com casos positivos da doença. Conforme o secretário municipal de Saúde, Wilson José dos Santos, são três casos da covid-19, dos quais dois originários de Coronel Domingues Soares. Segundo o secretário, um dos pacientes sai no isolamento hoje. “Nós estamos num fogo ‘fogo cruzado’ entre os municípios que tem mais têm casos”.
Conforme Wilson, para atender os casos suspeitos o hospital está sendo o Instituto Santa Clara, de onde são encaminhados para o hospital referência que passou a ser em Laranjeiras do Sul e não mais o São Vicente em Guarapuava. O mesmo ocorre com Reserva do Iguaçu e Foz do Jordão.
Todavia, para conter o avanço, o prefeito Gelson Costa, decretou ‘toque de recolher após às 20h, além do cumprimento dos demais protocolos. Também preparou uma sala na UBS Votorões somente para suspeitos da covid-19.

MORTE EM CANTAGALO

Porém em Cantagalo, o prefeito Jair Rocha lamenta a morte de um idoso de 60 anos pela covid-19 nesse fim de semana. “As informações que temos é que ele esteve na casa da mãe em Guarapuava e já começou a sentir os sintomas da doença. Ficou internado no Hospital São Vicente e acabou falecendo”.
Conforme o prefeito, esse homem possuía comorbidades. “Temos outro paciente infectado que veio do Pará”. De acordo com o prefeito, o município está com cinco casos confirmados da doença e a fiscalização foi intensificada.
“Não podemos restringir o horário do comércio, pois como o nosso município é pequeno, as aglomerações são em mercados, lotéricas, farmácias e bancos. Como são serviços essenciais, só aumentamos a fiscalização no distanciamento, uso de máscaras e de álcool gel”.

PINHÃO COM BARREIRAS SANITÁRIAS

Em Pinhão onde há seis casos confirmados, dos quais dois estão curados, as ações de combate à doença foram intensificadas. Conforme o prefeito Odir Gotardo, a partir desta segunda (8) há barreiras sanitárias nas três saídas do município. Outras medidas estão sendo tomadas desde 16 de março.
“Como municípios da Região apresentam expressivo número de casos confirmados, acendeu a luz de alerta e a necessidade de intensificar, novamente os trabalhos de combate ao avanço da pandemia”.
Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PARCERIA

Boa Ventura de São Roque terá mais R$ 460 mil para a área de saúde

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Homem embriagado agride e ameaça a mãe em Prudentópolis

COMBATE AO TRÁFICO

PM prende três homens por tráfico de drogas em Prudentópolis

Comentários