22/08/2023
Cotidiano Guarapuava

Dados apontam que 340 mil bebês nascem prematuros no Brasil

A campanha Novembro Roxo conscientiza sobre os cuidados com a prematuridade. O planejamento familiar e o pré-natal podem ajudar a prevenir

Cerca de 340 mil bebês nascem prematuros todo ano no Brasil (Foto: Reprodução/Pixabay)

Além do vermelho e azul, Novembro também ganhou a cor roxo para conscientizar sobre os cuidados com a prematuridade. É considerado prematuro um bebê que nasce antes da 37ª semana de gestação. Isso porque uma gestação completa varia entre 37 e 42 semanas.

A campanha alerta sobre o crescente número de partos prematuros e as formas de prevenção. Além disso, os tons de roxo relembrar o cuidado e a informação das consequências do nascimento antecipado para o bebê, para a família e a sociedade.

De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 340 mil bebês nascem prematuros todo ano no Brasil, equivalente a seis ocorrências a cada 10 minutos. Apesar disso da diminuição nos últimos 10 anos, um mês voltado para a conscientização é importante para relembrar os cuidados que as mulheres/gestantes devem ter para uma gravidez mais segura, tanto para o bebê, quanto para elas.

Conforme a diretora do Departamento de Atenção à Saúde da Mulher e da Criança de Guarapuava, Sueli Ribeiro, a prevenção da prematuridade se inicia antes mesmo da gestação. Para ela, o planejamento familiar é um ponto fundamental neste processo. Em seguida, vem o acompanhamento pré-natal adequado, um parto seguro, de qualidade e humanizado, sem impacto para a saúde da mulher e do recém nascido.

ATENDIMENTO

A Secretaria de Saúde oferece esse cuidado disponibilizando atendimentos nas unidades de saúde e no Centro de Saúde da Mulher. As pacientes contam com acolhimento e acompanhamento por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Departamento de Atenção à Saúde da Mulher e da Criança, oferece esses cuidados por meio das consultas de pré-natal, grupos de gestantes e atendimento de puericultura (acompanhamento da saúde das crianças e adolescentes de 0 a 19 anos) nas unidades básicas de saúde.

Segundo especialistas, a prematuridade pode ocasionar implicações ao recém-nascido, por exemplo, problemas pulmonares, deficiências motoras, infecções respiratórias crônicas, doenças cardiovasculares ou diabetes. Além dsso, as crianças podem ter possibilidade de ter problemas de aprendizagem ou comportamentais.

Por isso, após o nascimento, os pais devem seguir as recomendações médicas, com a higiene e a alimentação também ajuda a aumentar as chances de prevenção de doenças nos prematuros.

O toque da mãe, as mínimas gotas de leite que ela tira ou seguir a receita certinha de fórmula recomendada pelo médico, são alguns dos métodos que resultam em benefícios significativos para a saúde das mães e dos bebês prematuros que permanecem próximos.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Vallery Nascimento

Jornalista

Jornalista formada desde 2022 pelo Centro Universitário Internacional - Uninter. Além do amor pela comunicação, ela também é graduada em Letras com habilitação em inglês. Apresenta o Giro RSN de segunda a sexta, às 18h nas redes sociais do Portal RSN.

Relacionadas


Warning: Undefined array key 0 in /home/redesuld/public_html/wp/wp-includes/class-wp-query.php on line 3738

A missão da RSN é produzir informações e análises jornalísticas com credibilidade, transparência, qualidade e rapidez, seguindo princípios editoriais de independência, senso crítico, pluralismo e apartidarismo. Além disso, busca contribuir para fortalecer a democracia e conscientizar a cidadania.