FIES muda e outras alternativas de financiamento ganham espaço

Entre as alterações no modelo que entrou em vigor nesse ano estão a divisão em três modalidades

Mudanças estabelecidas nas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) aumentam a procura por opções de financiamento estudantil em alternativa ao programa do Ministério da Educação (MEC). Segundo a Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep) as mudanças no Fies podem reduzir em até 20% o número de alunos beneficiados nas instituições de ensino privado.

Entre as alterações no modelo que entrou em vigor nesse ano estão a divisão em três modalidades e um novo sistema de responsabilidade financeira das instituições, fator que pode gerar um ambiente desfavorável para o programa.

PROUNI

O Programa Universidade para Todos é um programa do Ministério da Educação, criado pelo Governo Federal em 2004, que oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

Para se inscrever no Prouni é preciso ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do Exame, nota na redação que não seja zero e ter uma renda bruta conforme o programa exige entre outros fatores que o candidato deve satisfazer no intuito de ter o financiamento para faculdade.

PRAVALER

O programa é voltado para estudantes com renda familiar per capita de até cinco salários mínimos. O Pravaler é exclusivo para ensino superior e possibilita o pagamento das mensalidades de forma parcelada. Após a aquisição, o programa quita o valor contratado do semestre para a instituição de ensino e o aluno realiza o pagamento das parcelas diretamente ao Pravaler.
EDUCA MAIS BRASIL

O Educa Mais Brasil tem mais de 18 mil instituições parceiras, que disponibilizam até 70% de desconto em bolsas de estudo. Mais de 450 mil alunos já foram beneficiados em quase 5 mil cidades brasileiras com programas de ensino presencial, semipresencial e a distância. O candidato deve se inscrever gratuitamente pelo site. Basta selecionar o curso de graduação pretendido, escolher uma das instituições com bolsas de estudo ofertadas e preencher o formulário.

Comentários