Gabinete é reaberto; deputado tem 10 dias para se defender

Guarapuava – A equipe que trabalha no gabinete do deputado estadual Fernando Carli Filho reabriu as portas e voltou a trabalhar.
Segundo a assessoria de imprensa do deputado, a decisão de fechar o escritório foi uma atitude de “respeito a toda situação” pela qual o deputado está passando. Ainda segundo a assessoria, os trabalhos no interior não foram suspensos.
Sem o parlamentar, o ritmo de trabalho no gabinete ficou mais lento. “A ausência do deputado deixa as coisas diferentes, porque era ele que dava as coordenadas do trabalho”, comentou o assessor Paulo Esteche ao jornal Gazeta do Povo.
Nesta segunda-feira, dia 18, o advogado Roberto Brzezinski Neto foi contratado pela família de Carli Filho para defendê-lo.
Ele adiantou à Gazeta do Povo que só deve se pronunciar sobre a defesa do parlamentar depois de estudar o inquérito. “Vou atuar somente na área criminal. Não ficarei responsável por defendê-lo na Assembleia”, explicou.
Ainda ontem a Comissão de Ética da Assembleia deu o prazo de 10 dias para que o deputado de Guarapuava apresente a sua defesa contra a possível cassação de mandato.
A notificação foi encaminhada pelo corregedor-geral da Assembleia Legislativa, Luiz Accorsi (PSDB).
Accorsi terá 30 dias para apresentar o relatório final baseado na defesa de Carli Filho e nas investigações policiais. Uma vez concluído, o relatório será entregue
à Mesa Executiva da Assembleia, que deve encaminhar o processo para a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar. Esta, por sua vez, terá mais 30 dias para elaborar um relatório recomendando a cassação ou não do mandato de Carli Filho.
O que será analisado pela Comissão no caso de quebra de decoro parlamentar é o fato de Carli Filho dirigir com carteira de habilitação suspensa e alcoolizado. A última etapa do trâmite será a votação do relatório no plenário. Segundo a Constituição Estadual, a votação tem de ser aberta.

Com informações do jornal Gazeta do Povo on line

Relacionadas

INÍCIO DE MANDADO

Primeira sessão ordinária da Câmara ainda não tem dia definido

MILITARIZAÇÃO

Deputados aprovam alterações no programa Colégios Cívico-Militares

LUTO

Morre o ex-deputado Algaci Tulio, mais uma vítima da covid-19

Comentários