Governo nomeia professores, mas Unicentro fica de fora

É que os concursados perderam a aprovação por ter expirado a validade do concurso da Unicentro. Governador também amplia a competência da SETI

Junto com o vice, Darci Piana, Ratinho Junior assina nomeações (Foto: ANPr)

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta quinta (12) a autorização para nomeação de 263 professores para universidades estaduais do Paraná. De acordo com o superintendente de Ciência Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, são profissionais de diversas áreas acadêmicas. Eles foram aprovados em concursos públicos ocorridos em anos anteriores e que ainda não haviam sido chamados.

Assim, das sete universidades, apenas a Unicentro, ficou sem nomeações de professores. Conforme Bona, o concurso expirou. Portanto, perdeu a validade. De acordo com o secretário, de 2014, essa é a primeira nomeação de professores para as universidades estaduais feita espontaneamente pelo governo. Nos últimos anos as nomeações foram, todas, via judicial.

AMPLIAÇÃO DE COMPETÊNCIA

Na mesma solenidade, o governador assinou duas outras medidas consideradas importantes pelo setor. Assim, uma delas é o recredenciamento de cinco universidades, entre as quais, a Unicentro. A outra é a delegação para a Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior reconhecer, renovar e criar novos cursos de graduação. Porém, desde que não resulte em ônus para o Estado.

Conforme o governador Ratinho Junior, essa ampliação de competências, está dentro da estratégia adotada por esse governo de destravar o Estado.

Buscamos, em todas as áreas, tirar burocracia, que é um gasto inútil de energia e de tempo. Essa delegação de competência à Superintendência garantirá ganhos de eficiência ao setor e ao governo.

De acordo com o governador, o momento é especial e histórico. “Nos encontros com empresários e empreendedores, como os que tive nesta semana nos Estados Unidos. Apresentamos as nossas universidades estaduais como um grande cartão de visitas do Paraná. São um ativo fantástico do nosso Estado, que o setor produtivo entende e reconhece como um grande diferencial para atração de investimentos”,

Ele lembrou que está sendo finalizada a proposta da Lei Geral das Universidades Estaduais, formulada com a participação das instituições. “Será uma ferramenta para que as universidades possam se modernizar e consolidar sua eficiência”.

PROFESSORES

Os professores nomeados irão para as universidades estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste), do Norte do Paraná (UENP) e do Paraná (Unespar). O sistema conta atualmente com oito mil professores, entre efetivos e colaboradores.

Por fim, com as novas nomeações, a UEL receberá 69 professores e a Unioeste, 59. Para a UEM são 55 profissionais, para a UEPG 47, além de 21 para a Unespar e 12 para a UENP.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PRAZO FINAL

Prazo para inscrições em cursos gratuitos de tecnologia termina hoje (23)

CUIDADO COM SAÚDE

Programa para servidores da Unicentro retoma atividades no Campus Irati

MAIORIA DECIDIU

Consulta pública mantém suspensão de aulas presenciais em Guarapuava

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com