Guarapuavano de 15 anos está na final do Paranaense de Fortnite

Porém, Leonardo Ortiz Almeida busca patrocínio para melhorar o desempenho do PC. Mesmo com equipamento lento ele competiu com 1800 jogadores jogadores de Fortnite

Guarapuavano de 15 anos está na final do Paranaense de Fortnite. Leonardo Ortiz Almeida (Foto: Divulgação)

“Pai, quando eu crescer vou ser um jogador profissional”. A frase do adolescente de Guarapuava, Leonardo Ortiz Almeida de 15 anos, mostra o caminho escolhido por ele no mundo dos games. Ele competiu com 1800 adeptos de jogos eletrônicos no último fim de semana em Curitiba. Representando o Colégio Visconde de Guarapuava na Liga Estudantil Parananense, o talento de Leonardo o colocou entre os 16 melhores melhores do Paraná.

Agora, o adolescente participa da etapa final, neste fim de semana. De acordo com o pai de Leonardo, o ex-secretário municipal de Esportes, Pablo Almeida, a fase inicial dessa etapa será neste sábado (25), a partir das 14h (oitavas de final) e às 15h30 (quartas de final). Porém, a semifinal está marcada para o domingo (26), às 11h, e a grande final, às 16h, ao vivo pelo Globo Esporte.

O que chama a atenção também é que a tela do computador vai unir dois guarapuavanos. Se Leonardo estará na frente da tela disputando o desafio do Fortnite, Jhony Rylston, do vlog ‘Pai também,  joga’ será um dos narradores. Ele atuará ao lado de outros ‘casters’ conhecidos pela comunidade, entre eles Bruno Clash (Clash Royale e Brawl Stars) e Muuh Pro (PES 2020).

EM BUSCA DE PATROCÍNIO

Entretanto, assim como a maioria dos atletas, o maior desafio de Leonardo está longe da tela do computador. Ele precisa investir numa máquina de melhor qualidade, já que compete com um computador simples.

Precisamos da parceria com um patrocinador para melhorar equipamento e chegar a final. Ele precisa de um novo processador, com uma nova placa-mãe e monitor com melhor hertz.

Com essa nova máquina, as chances de Leonardo aumentam. Afinal, na última rodada, mesmo com o PC mais lento do que os demais, ele venceu o número quatro do Brasil. “O equipamento dele é simples e mesmo assim ele vai super bem frente aos gamers de renome”.

A paixão de Leonardo pelos jogos eletrônicos começou aos 11 anos de idade. Porém, o foco passou a ser o Fortnite, um jogo multiplataforma, que pode ser jogado no smartphone, no computador ou nos consoles de games Xbox One e PlayStation4. Essa modalidade tem duas versões: a versão de jogador solo é a Save the World e a de solo, duplas ou times é a Battle Royale.

Conforme Pablo Almeida, a opção do filho foi pelo jogo individual, para o qual ele treina entre seis a oito horas por dia. A rotina intensa de Leonardo é em busca de estratégias para conquistar os melhores resultados.

O Leonardo está bem otimista para jogar as oitavas de final. Pelo ranking o melhor ele venceu e eliminou na última partida. Só está um pouco com medo, porque precisa que o equipamento dele seja mais rápido.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

BOM RESULTADO

CAD vence time de Coronel Vivida com placar de 3 a 1

VAI CAD

CAD viaja até Coronel Vivida para enfrentar o time da casa

AUXÍLIO COM RESTRIÇÕES

Bolsonaro sanciona com vetos, auxílio emergencial para setor esportivo

Comentários