Inscrições para Residência Técnica na área ambiental encerram hoje (25)

As provas para a Residência Técnica ocorrem em cinco cidades do Estado. Ao todo são 220 vagas em 21 municípios paranaenses

As provas da Residência Técnica serão em Curitiba, Cascavel, Guarapuava, Londrina, Maringá e Ponta Grossa (Foto: AENPr)

Terminam nesta quarta (25) as inscrições para 220 vagas para residência técnica para atuação na área ambiental. O edital do processo de seleção do programa foi publicado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), que é parceira na iniciativa. Conforme o edital, Guarapuava tem 10 vagas.

De acordo com a assessoria, as vagas são para atuar na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo. Além disso, há vagas para órgãos vinculados, como Instituto Água e Terra – fusão do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Instituto de Terras, Cartografia e Geologia (ITCG) e Instituto das Águas do Paraná.

Conforme o secretário Márcio Nunes, o objetivo da residência é expandir o corpo técnico para auxílio nas atividades da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo.

“Com isso, pretendemos aumentar as emissões de licenças e outorgas, a fiscalização e receita e dar mais agilidade administrativa e modernização dos órgãos ambientais”.

Conforme o edital, os candidatos devem ser formados nas seguintes áreas: Engenheiro Ambiental, Engenheiro da Pesca, Engenheiro Florestal, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Químico, Engenheiro Cartógrafo, Engenheiro Civil, Analista de Sistemas, Arquiteto, Geógrafo, Médico Veterinário, Biólogo, Geólogo e Advogado.

Porém, o requisito principal para as inscrições é ter completado a graduação nas áreas afins no período de outubro de 2016 até outubro de 2019.

BENEFÍCIOS

Além disso, a residência técnica, o programa oferece um curso de especialização em Engenharia e Gestão Ambiental na modalidade de ensino a distância, no total de 500 horas, coordenado pela UEPG.

Conforme explica o diretor-presidente do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Everton Luiz da Costa Souza, os futuros residentes iniciarão as atividades em novembro deste ano e atuarão durante dois anos nos órgãos.

“Além da oportunidade de colocar em prática o conhecimento e adquirir uma pós-graduação, os residentes terão uma bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 1,9 mil, com vale-transporte e vale-alimentação”.

DISTRIBUIÇÃO

Por fim, na inscrição, o candidato poderá escolher o local de atuação. Assim, são 97 em Curitiba. 10 vagas em Campo Mourão. 12 em Cascavel. 10 em Cianorte. Oito em Cornélio Procópio. 12 em Foz do Iguaçu. 10 em Francisco Beltrão. 10 em Guarapuava. 12 em Irati. 10 em Ivaiporã. 12 Jacarezinho. 11 em Londrina. 11 em Maringá. Seis em Paranaguá. 11 em Paranavaí. 13 em Pato Branco. Além disso, nove em Pitanga. 13 em Ponta Grossa. 13 em Toledo. 10 em Umuarama e 11 em União da Vitória. Entretanto, as 14 vagas restantes são para atuação nas Universidades Estaduais.

SERVIÇO

Programa de residência técnica
Inscrições: até 25 de setembro
Taxa de inscrição: R$ 120 (ver isenções no item 10 do edital)
Ensalamento: será divulgado no dia 30 de setembro
Prova: 6 de outubro
Horário da prova: 8h45 (portões abrem às 8h e fecham às 8h30)
Locais de realização das provas: Curitiba, Cascavel, Guarapuava, Londrina, Maringá e Ponta Grossa.
Estão disponíveis o edital e inscrição. É importante que os candidatos do processo seletivo leiam o edital divulgado para maiores informações e esclarecimento de dúvidas.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PREVENÇÃO

Mutirão de combate a dengue recolhe 175 toneladas de lixo em Candói

AMOR!

Inscrições para Família Acolhedora seguem até 27 de fevereiro em Guarapuava

AJUDA!

Macarronada deve arrecadar fundos para tratamento de Ana Julia

Comentários