Maior parte do bloqueio de 20% do Orçamento do Estado está na Saúde e Educação

Ratinho Júnior contingenciou R$ 8,1 bilhões

Governador Carlos Massa Ratinho Júnior (Foto: José Fernando Ogura/ANPr)

Ainda sem ter em mãos os números reais que demonstrem a situação financeira do Paraná, o governador Ratinho Júnior tomou nova decisão de impacto nestes primeiros dias de governo.

O Diário Oficial do Estado publicou, numa das edições desta semana, o decreto assinado pelo governador determinando o contingenciamento de 20% do orçamento estadual deste ano. Esse percentual equivale a R$ 8,1 bilhões, cuja reserva afeta principalmente a Educação (R$ 1,6 bilhão) e a Saúde (R$ 1,1 bilhão) que são as secretarias com os maiores bloqueios, além da Segurança Pública (R$ 825 milhões); e 53 obras em rodovias, entra as quais a da PR-364, entre Irati e São Mateus do Sul, e a PR-092, entre Curitiba e Rio Branco do Sul, com o total de R$ 136,8 milhões.

Em nota, o Governo assegura que a medida não afeta despesas obrigatórias do Paraná e que nenhum serviço essencial deixará de ser realizado com a medida.

“É importante destacar que os valores contingenciados podem ser liberados futuramente”.

De acordo com o Governo, esse bloqueio “consiste no retardamento de parte da programação de despesa” prevista no Orçamento. “A medida, portanto, não suspende e nem cancela recursos previstos no orçamento anual do Estado”. Segundo o Governo, o objetivo é “permitir o cumprimento de metas fiscais, que no presente caso objetiva uma contenção de 20% das despesas do Estado”, e “garantir o equilíbrio fiscal do Paraná, compatibilizando a execução de despesas com a efetiva entrada de recursos, mantendo assim a estabilidade econômica estadual”. (Com informações do Bem Paraná)

 

Relacionadas

NOVO GOVERNO

Edil Spínola será nomeada na chefia do NRE, em Guarapuava

SOLENIDADE

Solenidade de posses na OAB será nesta quinta feira (17), em Curitiba

LUTO OFICIAL

Governador decreta luto oficial pela morte de Quintana

Comentários