Medidas do BB fecham agência bancária em Guarapuava

De acordo com as informações do departamento jurídico do Sindicato dos Bancários de Guarapuava, a agência do Portal do Lago irá fechar após reestruturação

Medidas do BB atingem 220 bancários na região de Guarapuava (Foto: arquivo/RSN)

Uma reunião nacional, ‘on-line’, às 18h desta terça (12) entre sindicatos vai debater as medidas anunciadas pelo governo federal em relação ao Banco do Brasil. De acordo com o assessor jurídico Everaldo Ribeiro, do Sindicato dos Bancários de Guarapuava, ‘a agência do Portal do Lago, no Centro de Guarapuava, é uma das que irão fechar’.

Conforme o anúncio dessa segunda (11), o Banco do Brasil fará um programa de reestruturação. Esse ‘pacote’ inclui um Plano de Adequação de Quadros (PAQ) para remanejamento de pessoal. Além do Programa de Desligamento Voluntário (PDV). Este será o terceiro nos últimos seis anos. Conforme o BB, a meta é atingir até cinco mil dos 92,1 mil funcionários em todo o país. Se esse número for confirmado, equivale a 5,4% de redução no quadro gerando economia de R$ 3 bilhões até 2025, segundo o BB.

De acordo com o Banco, o ‘pacote’  prevê também o fechamento de 112 agências, sete escritórios e 242 postos de atendimento. Ou seja, serão desativadas 361. A justificativa é a ampliação da digitalização da instituição, focando mais em agências virtuais e nos serviços pelo aplicativo. Conforme o BB, esse setor representa 19,4 milhões de usuários. Menos de 30% dos 72,5 milhões de clientes do banco.

Assessor jurídico Everaldo Ribeiro, do Sindicato dos Bancários de Guarapuava (Foto: Arquivo Pessoal)

SINDICATO É CONTRA

O plano propõe, também, a conversão de 243 agências em postos de atendimento e a transformação de 145 unidades de negócios em lojas BB. Assim, segundo o BB, a economia líquida estimada é de R$ 353 milhões, em 2021. Entretanto, essa cifra deverá chegar a R$ 2,7 bilhões até 2025, conforme o comunicado da instituição assinado pelo vice-presidente de Gestão Financeira e Relações com Investidores do BB, Carlos José da Costa André. A economia total com o enxugamento é em torno R$ 5,7 bilhões, em cinco anos.

Contudo, ainda não há informações sobre quais e onde estão as 112 agências que serão extintas. “Não temos nenhuma informação oficial e detalhada. Por isso vamos fazer essa reunião hoje (12)”, disse Everaldo Ribeiro.

Se por um lado o Banco do Brasil fala em digitalizar os serviços, os sindicatos fazem outra leitura dessa decisão. “O governo está aproveitando a pandemia para dispensar bancários e precarizar o atendimento ao cliente”. Conforme o Sindicato dos Bancários de Guarapuava, as longas filas que se formam diariamente nas agências é justamente pela falta de funcionários. “Os bancos querem que o cliente entre nas agências só para fazer negócios. Estão obrigando o cliente a usar aplicativos e fazer o autoatendimento”.

De acordo com Everaldo Ribeiro, o Sindicato dos Bancários sediado em Guarapuava responde por 27 municípios da Região. O que totaliza 220 funcionários.

TWITTAÇO

Entre às 11h e às 12h desta terça (12) um ‘twittaço’ se posicionou contra a privatização da Caixa Econômica Federal. O ato marcou os 160 anos de criação da Caixa no Brasil, comemorados nesta terça (12).

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

MAIS FACILIDADE

Sanepar permite parcelamento em até 60 vezes para dívidas

LUTO

Morre nesta segunda (18) a empresária Aline Pires em Guarapuava

VAMOS PARTICIPAR?

Usina de Conhecimento abre inscrições para oficinas em Guarapuava

Comentários