Mulher é feita refém por bandidos armados em Guarapuava

Eles invadiram a casa dela, prenderam ela em uma cadeira, roubaram seus pertences. Em certo momento, sentaram ao lado dela e a importunaram sexualmente

Um dos homens estavam armado (Foto: Ilustrativa)

Uma mulher de 30 anos foi feita refém durante três horas na madrugada desta terça (18) no bairro Vila Bela em Guarapuava. Conforme a polícia, dois bandidos armados invadiram a casa dela, a amarraram e a importunaram sexualmente.

De acordo com a Polícia Militar a ação dos bandidos teve início às 23h. A mulher estava sozinha em casa quando foi surpreendida por dois homens que utilizavam balaclava e um deles estava armado. Depois de anunciar o assalto, eles a amarraram em uma cadeira e começaram a recolher seus pertences.

Além disso, depois de algum tempo os homens se sentaram ao seu lado e a importunaram sexualmente passando as mãos em seu rosto e em suas pernas, e pediram dinheiro. Ao responder que não tinha dinheiro, estes lhe ameaçaram de morte apontando o revólver para sua cabeça. Ainda de acordo com a mulher, os homens a mantiveram amarrada por aproximadamente três horas.

Então, ao ouvir barulho de motor de um carro, eles fugiram levando uma televisão de 50 polegadas, um talão de cheques, várias joias e um cartão de débito com senha. Depois que os bandidos fugiram, ela conseguiu se soltar e pediu ajuda aos vizinhos.

DILIGÊNCIAS

Enquanto a polícia atendia a vítima, recebeu uma informação anônima de que dois homens em atitude suspeita, saíram de um carro com vários objetos. Além disso, eles estariam guardando os itens em uma casa na rua José de Alencar, no bairro Boqueirão.

Os policiais se deslocaram até o local, onde viram por uma janela alguns produtos do roubo. Assim, os policiais entraram na casa e encontraram um revólver calibre 32 Taurus, seis munições calibre 32, três intactas e três picotadas mas não percutidas, um cartucho calibre 32, uma tornozeleira eletrônica rompida e, também, diversos objetos de origem duvidosa.

Os dois homens que estavam no local mentiram o nome para a polícia e resistiram à prisão e precisaram ser algemados. Os suspeitos e os itens foram entregues na delegacia. Por fim, em consulta operacional ficou constatado que um dos suspeitos, de 24 anos possuía mandado de prisão em aberto, expedido pela Vara de Execuções Penais. A vítima reconheceu os objetos.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVA GESTÃO

"Vou oxigenar o primeiro escalão", diz Celso Goes

QUAL TESTE DEVO FAZER?

Administração de Guarapuava orienta como e quando fazer testes da covid-19

MELHORIA NO ATENDIMENTO

Para vender mais é preciso ter atitude, diz palestrante

Comentários