Oito aprovam mais R$ 3,4 milhões para o Município em primeira votação

Guarapuava – O pedido feito pelo vereador Elcio Melhem para que o Projeto de Lei 041 de 2009 fosse dispensado dos prazos regimentais viabilizou a inclusão deste na pauta da sessão ordinária desta segunda-feira.
A atitude provocou a reação dos vereadores Egva Schran (PHS) e Antenor Gomes de Lima (PT). Eva lamentou a pressa da administração municipal em enviar projetos de leis financeiros e já serem votados sem qualquer discussão mais aprofundada.
A vereadora observou que o PL prevê R$ 100 mil só para ajardinamento e lamentou, mais uma vez, o “afogadilho”. O comentário foi ratificado por Antenor.
O líder do prefeito, Elcio Melhem saiu em defesa e disse que Fernando Carli tem usado de transparência e que R$ 100 mil para a Secretaria de Obras de um “município que é o maior do interior do Paraná é um grão de areia no mar”.
Eva contestou e disse que esse valor destina-se apenas à execução de jardins e que gostaria de ter tido a oportunidade de estudar melhor a questão. Disse também que o PL prev~e outros recursos para a Obras.
Ela lembrou que também no afogadilho o prefeito já encaminhou outros dois projetos de leis de ordem financeira. “Um em outubro de mais de R$ 5 milhões, outro em novembro de mais de R$ 3 milhões e agora este de R$ 3,4 milhões”, enumerou.
Outras duas sessões serão realizadas ainda na tarde de hoje.

Comentários