Quem avisa

Curitiba – Por pressão de Alvaro Dias, a reunião da Executiva Estadual do PSDB não teve o desenlace que se esperava – o anúncio de Richa como candidato do partido ao governo. Em dado momento, ele ameaçou. “Se eu não me fizer respeitado, também não respeitarei a decisão”.
Segundo a assessoria do Professor Galdino, a ameaça do senador fez com que a alta cúpula do tucanato deliberasse por uma solução apaziguadora. Uma reunião do diretório regional do PSDB, no dia 8 de fevereiro, baterá o martelo sobre quem será o candidato do partido. “Chegou-se a um acordo comum . Uma instância mais ampla e representativa do PSDB será o fiel da balança. E o resultado será acatado pelos dois concorrentes”, afirmou Richa.

Comentários