Se o Governo não liberar contratação de professores, a Unicentro vai parar

Campus Santa Cruz (Divulgação)

Se o Governo do Paraná não liberar a contratação dos professores temporários até o próximo dia 19 de março, a reitoria da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) tomará atitude com a suspensão do Calendário Acadêmico. O anúncio foi feito pelo reitor Aldo Bona e nota também assinada pelo vice reitor Osmar   Ambrósio. A decisão foi confirmada após reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade, em reunião realizada na sexta feira (09). Os professores são contratados a cada início do ano letivo, pelo Regime CRES.

Segundo a reitoria, a medida foi tomada após intensa discussão no Cepe, principalmente, sobre os problemas ocasionados pela falta dos professores temporários em salas de aula. A administração da Unicentro, desde o final do ano passado, tem realizado um trabalho incessante, objetivando a autorização do Governo do Paraná para as contratações e, assim, evitar transtornos pedagógicos aos cursos da instituição e aos docentes, que têm suas vidas profissionais e a sustentação financeira de suas famílias vinculadas a este contrato de trabalho com a Universidade.

A Universidade necessita de cerca de 10 mil horas para atividades dos professores temporários, porém, ainda faltam ser contratadas 3.260 horas, contabilizando 104 docentes que aguardam a autorização do Governo do Paraná, atingindo todos os departamentos pedagógicos da Unicentro.

A Reitoria assegura que segue realizando todos os esforços, junto ao Governo, para regularizar ainda essa semana a contratação dos docentes temporários.

.

Comentários