Stephanes diz que Brasil será autossuficiente na produção de amônia e ureia

Brasília – Nos próximos cinco anos, o Brasil poderá se tornar autossuficiente na produção de amônia e ureia, necessários para a agricultura e que o País importa mais de 70%. A afirmação foi feita pelo ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, nesta quarta-feira (24), após reunião com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli.

“Como amônia e ureia são produzidas à base de gás, a Petrobras apresentou todo o planejamento de implantação dessas novas unidades de produção”, afirmou Stephanes. Segundo o ministro, o Brasil suprirá a necessidade de fertilizantes e resolverá o problema das altas taxas de importação.

Outro ponto destacado por Stephanes é a autossuficiencia no setor de potássio, uma vez que o Brasil importa mais de 91% desse componente. “Somos altamente dependentes e até vulneráveis, porém, temos grandes jazidas, inclusive uma na Amazônia, considerada a terceira maior do mundo”, citou. Essa jazida precisa ser melhor pesquisada e dimensionada, além da elaboração de marco regulatório. “Posteriormente, o presidente Lula vai convocar reunião específica para elaboração de marco regulatório para exploração de jazidas de potássio, o que deve tornar o Brasil autossuficente no setor em um prazo de 10 anos. (Sophia Gebrim)

Fonte: MAPA
Foto: correiodahora.com.br

Relacionadas

NUTRIÇÃO HUMANA

ONU estabelece 2021 como ano internacional das frutas e vegetais

COLHEITA FARTA

Produtor de cevada comemora colheita, qualidade e preço

CHAMADA PÚBLICA

Aberta chamada pública para agricultura familiar no Paraná

Comentários