Tecpar faz primeiro depósito de patente nos Estados Unidos

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) fez, no dia 30 de outubro passado, seu primeiro pedido de depósito de patente nos Estados Unidos, com o título “Método de determinação de percentual de mistura de biodiesel em óleo diesel”. Resultado de acordo de cooperação técnica entre o instituto e a Universidade Federal do Paraná, desenvolvido no curso de especialização em sensores e financiado integralmente pelo Tecpar, o projeto possibilitou o patenteamento do método. Os pesquisadores e inventores são Cyro Ketzer Saul, Wanderley Veiga e Marcelo Adriano Aliske.

De acordo com o diretor-presidente do Tecpar, Aldair Tarcisio Rizzi, desde 2003 o governo do Estado está estimulando a geração de tecnologia, e com os trabalhos desenvolvidos pela Agência Paranaense de Propriedade Industrial (APPI) é possível perceber uma grande preocupação também com o controle das inovações tecnológicas.

“Esse é um grande avanço, que mostra que o Estado se preocupa não somente com a geração de tecnologia, mas também com sua proteção. Demos um importante passo que, certamente, vai projetar o Tecpar no exterior”, ressalta Rizzi.

Antes de ser feito nos Estados Unidos, a Agência Paranaense de Propriedade Industrial (APPI) depositou o pedido de patente no Brasil, no Instituto de Propriedade Industrial (INPI), e também via Tratado de Cooperação em Patentes (PCT).

Criado há 39 anos, o PCT facilita o depósito de patentes no exterior, uma vez que o inventor tem acesso a um relatório de busca feito por uma Autoridade de Busca Internacional e uma opinião por escrito quanto aos critérios de patenteabilidade. Fazem parte desse tratado 139 países

Fonte: AEN

Relacionadas

PAGAMENTO DO IPVA

Receita Estadual prorroga prazo para pagamento do IPVA

ALERTA!

Instituto Nacional emite alerta de tempestade para Região

COVID-19

Aeronave que vem a Guarapuava traz vacinas da Regional de Irati

Comentários