Teste reprova oito entre dez protetores solares

O verão está chegando e uma avaliação da entidade Pró Teste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor reprovou oito de dez marcas de protetores solares de FPS 30 loção. O considerado melhor do teste foi o Loréal Solar Expertise e, a escolha certa, Cenoura&Bronze. Os outros produtos que participaram são Avon Sun, Banana Boat Bloqueador Solar Ultra, Coppertone Loção, Episol Loção Oil Free, La Roche-Posay Anthelios/Hélioblock, Natura Fotoequilíbrio, Nivea Sun Loção Solar Protetora e Sundown Suncomplex.

Para chegar a tal conclusão, foram analisados rotulagem, composição, desperdício, irritabilidade, hidratação, proteção (UVA e UVB), resistência (calor, água e luz) e teste em uso. Entre os problemas mencionados está que a maioria dos protetores (com exceção do Loréal, Cenoura & Bronze e Helioblock) apresenta um ingrediente potencialmente cancerígeno, o benzophenone-3, já proibido em alguns países.

Proteção e resistência

Todos os testados oferecem proteção aos raios UVB. No entanto, o Coopertone declara um fator de proteção (FPS 30) maior que o medido (FPS 25). Quando o quesito é raios UVA, que atingem as camadas mais profundas da pele, Coopertone, Episol, Natura e Banana Boat têm proteção muito baixa (menor que 1/3 do FPS, o considerável aceitável na Europa). No Brasil, não há controles ou exigências sobre proteção UVA.

Depois da exposição do produto à radiação solar e ao calor por uma hora, mediram o FPS. Avon, Hélioblock, Nivea, Banana Boat e Sundown se mostraram fotoinstáveis, pois não mantiveram nem 80% (alguns nem 60%) da proteção inicial. Portanto, não seria possível garantir sua eficácia após uma hora de uso.

Todos os protetores se dizem resistentes à água e foram testados logo após imersão em água por 30 minutos. O da Natura obteve a pior avaliação, uma vez que sua proteção caiu para 30% da inicial. O da Sundown reduziu para 55%.

Outros dados

Todos têm as informações exigidas por lei nos rótulos. Apenas Loréal Solar Expertise, Cenoura & Bronze e Natura indicam o fator de proteção UVA, o que não é obrigatório, enquanto os outros apenas dizem proporcioná-la. O campeão no problema de retenção na embalagem é o Coppertone, com 20% de desperdício. Os que menos retiveram produto foram Natura e Loréal (em média 6%).

No quesito hidratação, os protetores não se saíram muito bem, sendo que o melhor é o Natura, aumentando em até 16% a hidratação da pele (contra média de 8% da maioria). Apenas o Banana Boat provocou irritação (uma leve vermelhidão em algumas voluntárias).

Reivindicações

A Pro Teste reivindica a obrigatoriedade de o fator de proteção UVA ser no mínimo de 1/3 do FPS e que isso seja indicado no rótulo, testes de fotoestabilidade, redução do prazo de validade (de dois anos para um) e proibição da substância benzophenone-3.

Fonte: portal Terra

Foto: com a chegada do Verão é necessário muito cuidado na escolha dos protetores solares (Bonde News)

Relacionadas

PANDEMIA DA COVID-19

Após imunizar mais de 800 pessoas, Saúde confirma 91 novos casos

COVID-19

Primeiro dia de vacinação imunizou 857 de 3.300 profissionais de saúde

CORONAVAC

Vacinas já chegaram em todos os municípios do Paraná

Comentários