Violência contra a mulher tem redução de 25%, diz Major Cubas

Major Cubas diz que num momento onde a tendência é de aumento de casos de violência doméstica, Guarapuava consegue a redução

Major Cubas, Comandante do 16ºBPM, durante entrevista ao Portal RSN (Foto: Jeferson Ribeiro/RSN)A inserção da Patrulha Maria da Penha voltada exclusivamente para atendimento a casos de violência contra a mulher reduz os números em Guarapuava. Porém, outras ações da PM  também contribuem para que os índices caiam gradativamente.

De acordo com o Major Cristiano Cubas, comandante do 16º BMP, mesmo durante a pandemia as equipes não pararam de trabalhar. “Nossas equipes estão auxiliando o enfrentamento ao coronavírus, auxiliando em fiscalizações”.

Conforme o comandante, durante a quarentena, período mais vulnerável a ocorrência de violência doméstica por causa do isolamento social, Guarapuava teve redução de 25%. “É um índice relevante em casos de lesões corporais e violência doméstica contra a mulher”.

Assim, em entre março e abril de 2019 foram 86 ocorrências atendidas pela PM, contra 66 em 2020. Segundo o major Cubas, essa queda se deve à eficiência das medidas preventivas que são desenvolvidas em Guarapuava. “Deve-se também à uma mudança de cultura que estamos observando do município”.

O comandante disse também que enquanto outros municípios tiveram aumento nos casos de violência doméstica, Guarapuava é um diferencial.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

 

 

 

Relacionadas

TRAGÉDIA

Menina de 2 anos morre em acidente doméstico em Guarapuava

BOLETIM COVID

Guarapuava registra 12 novos casos de covid-19 neste sábado (24)

GOTEIRA NO GINÁSIO

Goteira adia para este domingo (25), jogo entre CAD e Apaf Paranaguá

Comentários