Blindagem e o reencontro de uma geração

Blindagem (Foto: Isabel Pupo)

Muito mais do que um show, o retorno da banda Blindagem a Guarapuava, foi um reencontro de gerações e com a essência do bom e velho rock and rol.

A mais influente banda do estado do Paraná, criada em 1977, e que já ganhou o cenário nacional, com passagens também internacionais, retornou ao Terceiro Planalto na sexta feira (4) para um momento especial na confraria que marcou época em Guarapuava, por ter sido um reduto masculino. Com uma nova roupagem, agora, com entrada permitida às mulheres, o Senadinho foi o palco para os veteranos da banda Blindagem.

“Nesse tempo todo para a banda nada mudou, pois continuamos fiel ao bom e velho rock”, disse  o guitarrista Paulo Teixeira.

Mario, Macedo, Félix e Koppe (Isabel Pupo)

Para ele, o reencontro de gerações, também marcado por pessoas de outras faixas etárias, é a prova de que a banda sobrevive às gerações. “Aqui mesmo tem pessoas que chegam e dizem que curtem a gente desde pequeno porque é o som que seus pais ouvem. Isso é muito legal”. Henrique Albuquerque ouvia banda, dançando e cantando as músicas. “É a primeira vez que vejo eles ao vivo. E eles são melhores do que eu imaginava”, disse enquanto fazia fotos com o guitarrista. “Só estava faltando você”, disse a Paulo.

Thiago, Carlinhos e Orlando (Divulgação)

Ana Rita Andrade Roche e Carlinhos Rocha curtiram o show com amigos. “Foi muito bom sair de casa, curtir o Blindagem e reencontrar pessoas que fizeram parte da nova vida em determinada época e que há muito a gente não se via”, disse Ana Rita.

Com um passeio pelos clássicos que marcaram época a Blindagem fez o público, em sua maioria composto por cinquentões e sessentões, fazer um coro único. “Nosso fã clube em Guarapuava é maravilhoso”.

Fãs da banda (Isabel Pupo)

Caipiras do Asfalto, Gaivotas, Cheiro de Mato – esta composição considerada muito paranaense – embalaram a noite da banda que mantém a base da formação original. Mesmo com a morte do vocalista Ivo, substituído por Rodrigo que, aliás foi preparado por Ivo e que remete ao primeiro cantor da banda, a Blindagem segue na mesma vibe. “Mergulhamos no astral do Ivo e seguimos em frente, mantendo a amizade. Somos um compadre do outro”.

Aliás, a amizade é o maior legado da banda. “Por onde passamos deixamos amigos e é isso que nos faz tocar, cantar e ser feliz”.

 

 

Comentários