Dicas para evitar arrependimentos ao alugar um imóvel em Porto Alegre

Alugar um imóvel sem ter determinadas informações pode se tornar uma grande dor de cabeça. Por isso, separamos algumas dicas

Dicas para evitar arrependimentos ao alugar um imóvel em Porto Alegre (Foto: Reprodução/Pixabay)

Existem muitas razões pelas quais as pessoas decidem procurar imóveis para aluguel em Porto Alegre, seja para morar por conta dos estudos, trabalho, ou para se casar, deixar a casa dos pais ou até porque não têm recursos para comprar a casa dos sonhos. De qualquer forma, essa decisão afeta alguns fatores. No entanto, quem optar por alugar deve estar ciente de vários problemas que envolvem esse compromisso.

Conhecer o orçamento é um ponto-chave para decidir alugar um imóvel. Você terá que analisar as condições financeiras e os custos e benefícios que acompanham a decisão. Antes de tudo, some todas as despesas que você terá ao alugar um imóvel. São gastos com aluguel, condomínio, seguro contra incêndio, imposto predial, transporte, entre outros. Prevenir-se e colocar tudo na ponta de um lápis evitará transtornos financeiros e, posteriormente, arrependimentos.

Estude cuidadosamente onde você quer morar, saiba exatamente o tamanho da propriedade, entenda impostos, e lembre-se que o aluguel de apartamento em Porto Alegre tem algumas diferenças do aluguel de uma casa. São aspectos relevantes da escolha.

DICAS

Não escolha nada por impulso, lembre-se de pesar os prós e contras. Para fazer isso, visite muitas propriedades até decidir a mais vantajosa, ou seja, aquela que o satisfará em todos os aspectos e, acima de tudo, esteja dentro do orçamento. Pesquisando bem as casas para alugar em Porto Alegre você pode comparar qualidade, preço e muitos outros fatores.

Portanto, preste atenção ao valor da propriedade, compare com os outros. Verifique se o tamanho combina com você, se a condição é boa. Verifique, entre outras coisas, localização, bairro, comércio.

Certifique-se de visitar o imóvel mais de uma vez antes de decidir alugar. Certos fatores precisam ser verificados antes de fechar o negócio. Localização, vizinhança, comércio e transporte são aspectos muito importantes e exigem mais visitas para melhor avaliação. Se você é alguém que valoriza o silêncio em momentos apropriados, como dormir ou assistir TV, é ideal respeitar a lei do silêncio. A melhor maneira de descobrir se há muito barulho na área é consultar os vizinhos.

Verifique linhas de ônibus, pontos de táxi, metrô, entre outros. Certifique-se de que a demanda atenda as expectativas. Também é bom saber se o tráfego local está muito ocupado e causa poluição sonora, o que pode ser bastante irritante.

Ter um bom comércio é um fator muito importante na escolha de um local para alugar. Afinal, esse recurso oferece muito conforto, certo? Portanto, se houver padaria, mercado, bazar e farmácia nas proximidades, será uma vantagem, hoje em dia é muito importante que as comunidades habitacionais ofereçam aos moradores a máxima segurança possível.

O fornecimento de um imóvel em boas condições de moradia é de responsabilidade do proprietário e da empresa imobiliária, mas esse nem sempre é o caso. Por esse motivo, uma inspeção visual das instalações antes de coletar as chaves é uma maneira do inquilino se proteger contra possíveis taxas ao devolver o apartamento. Vale ressaltar que é dever do inquilino entregar a propriedade na condição em que ela estava quando as chaves foram entregues.

CUIDADOS

É importante verificar se a propriedade precisa de reparos importantes. Para isso, é aconselhável obter a ajuda de um profissional que possa certificar isso para que você possa decidir se vale a pena contratar ou não. Inspecione com fotos e vídeos e observe tudo, como vazamentos, mofo, infiltração, torneira, entre outras coisas.

A leitura cuidadosa do contrato de aluguel da propriedade é uma maneira de se proteger, pois todas as negociações estão neste documento, incluindo o tempo que o inquilino deve permanecer na propriedade e o relatório de inspeção. Durante a vigência do contrato, o proprietário não poderá reivindicar a propriedade. O inquilino poderá devolvê-lo antes do final do contrato, mediante o pagamento de uma multa. No entanto, é possível negociar uma estadia mínima na residência com o proprietário, sem grandes perdas.

Por lei, o aluguel de propriedades só pode ser ajustado uma vez por ano para ajustar a inflação e a moeda. Se o proprietário achar o aluguel desatualizado, ele poderá solicitar uma revisão a cada três anos, mas é sempre uma boa ideia para as partes envolvidas chegarem a um acordo. É importante que o inquilino esteja ciente do valor do condomínio.

Além disso, os custos extraordinários, por exemplo relacionados a melhorias, não podem ser repassados a ele. O inquilino suporta apenas os custos de manutenção, como pintura e manutenção de elevadores. Com a ajuda do gerente da propriedade, a propriedade é divulgada mais amplamente e geralmente é feita de acordo com as técnicas de otimização do conteúdo virtual. Dessa forma, é muito mais fácil atrair inquilinos, pois eles têm mais informações sobre as propriedades do interesse.

Como você pode ver neste post, alugar uma propriedade requer muita atenção. De fato, é uma decisão muito importante. Afinal, será uma nova casa, um porto seguro. Siga as nossas dicas e torne esse momento o mais fácil possível.

(Texto: Karla da Silva Matos)

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PRETOS NO TOPO

Luta e arte ganham espaço na voz do artista Prêtô

FAZER O BEM

Vaquinha on-line quer ajudar idosa que perdeu bens em casa incendiada

PEDALANDO PELO PARANÁ

Deputado pedala 1.500 km levando a bandeira da deficiência

Comentários