Lançado edital de seleção de curtas e longas-metragens ou telefilmes

Vão ser R$ 200 mil em recursos distribuídos da seguinte forma: R$ 100 mil para 50 curtas-metragens e mais R$ 100 mil para 25 longas-metragens ou telefilmes

Desse modo, vão ser R$ 200 mil em recursos distribuídos (Imagem: Reprodução/AEN)

A Superintendência-Geral da Cultura está lançando o edital de Licenciamento de Obras Audiovisuais, que vai selecionar curtas-metragens e longas-metragens ou telefilmes paranaenses para exibir nas plataformas digitais do Governo Estadual.

O edital foi publicado nesta segunda (15) no Diário Oficial Executivo do Estado e está disponível na íntegra no portal.

Além disso, vão ser R$ 200 mil em recursos distribuídos da seguinte forma: R$ 100 mil para 50 curtas-metragens, em que cada proponente receberá o valor de R$ 2 mil. E mais R$ 100 mil para 25 longas-metragens ou telefilmes, com o valor de R$ 4 mil destinado a cada proponente. Assim, as produções podem ser ficção, documentário ou animação.

Os conteúdos selecionados pelo edital vão estar disponíveis nas plataformas digitais e mídias sociais do Governo do Paraná pelo prazo de 24 meses, contados a partir da assinatura do contrato e de forma não exclusiva.

CRITÉRIOS

Os filmes devem ter sido feitos por produtores paranaenses, nos últimos 10 anos, e conter classificação indicativa de até 12 anos. Cada proponente poderá apresentar até dois projetos. Entre os documentos obrigatórios para inscrição está o Certificado de Produto Brasileiro (CPB) da obra audiovisual, emitido pela Agência Nacional do Cinema (ANCINE).

As obras vão ser avaliadas conforme os seguintes critérios: qualidade artística; padrão e qualidade técnica para exibição em radiodifusão digital e internet; e relevância da obra para o público a que se destina.

As inscrições vão ser feitas on-line por meio do sistema SIC.Cultura e estarão abertas a partir do dia 26 de junho até 30 de julho de 2020.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

CULTURA

Biblioteca Pública lança novas edições de projetos infantis

CULTURA

Oficinas virtuais do MON já alcançaram mais de 165 mil pessoas

CULTURA

Grupos de leitura ajudam a adquirir conhecimento na quarentena

Comentários