Os sonhos compartilhados nas audições do MGT em Guarapuava

“Ele acredita nele e eu acredito nele também”, diz mãe de participante. Audições ocorreram nesse sábado (9) 

Um dia inteiro recebendo os talentos guarapuavanos. Assim foi a recepção da equipe do empresário Marcelo Germano no Hotel Kuster, em Guarapuava. Neste sábado (9), o grupo MGT fez as audições com os participantes da região para talentos das passarelas, da televisão, da internet, da dança, do mundo da moda e da música.

Mas ao longo de todo o dia, muito além das crianças e jovens com talentos a serem lapidados, passaram por ali outros fortes participantes. De casa, os candidatos já trazem o próprio fã clube, os próprios incentivadores.

Paulo e sua família, minutos antes de sua entrevista (Foto: Nádia Moccelin/RSN)

“Eu vim com meu pai, minha mãe e meu irmão”, conta Paulo Sérgio Cavalin, de 9 anos, que se inscreveu para mostrar seu talento musical. Segundo ele, sua aproximação com o universo da música é recente, caso de poucos meses. “Quando eu fiz nove anos eu comecei a cantar, cantar, cantar e agora eu percebi que eu canto bem”. Embora o sonho ainda seja novidade, o gênero preferido já parece consolidado: é o sertanejo.

A apresentação nas audições do MGT será a primeira de Paulo, que mora em Guarapuava. Já no início de seu caminho, diz ter uma parceira. “O pai mais ou menos, mas a mãe sempre me apoia”.  Segundo Paulo, o incentivo vem até em ouvi-la cantar no chuveiro.

“Hoje é o momento em que todo mundo diz que a gente é doido, que não deve ir, que não tá na hora, que é loucura, mas é aquela história, ele acredita nele e eu acredito nele. É um sonho que vamos correr atrás”. Confiante, dá dicas e orienta o filho na espera pela entrevista. “Aqui vai ser o início de tudo”, diz a mãe Patrícia Cavalin.

Nicolas (Foto: Nádia Moccelin/RSN)

O pequeno Nicolas Gonçalves, 6 anos, também trouxe a mãe como fortaleza para sua audição. Ele, que já desfilou duas vezes na cidade em ações do comércio guarapuavano diz que quer “ser modelo quando crescer”. Para a mãe, Danielli Gonçalves, o projeto foi a oportunidade de permitir ao filho o contato com o universo que ele tanto gosta.

“Interessante porque é um sonho dele, não fui eu. Veio dele se interessar e pedir para participar, então vamos ver”.

A desinibida e curiosa Luiza Richard Karan, de quatro anos, estava acompanhada de seus pais. À esta reportagem, declarou que quer ser modelo, mas também confessou que pode ser atriz, já que a Larissa Manoela é sua inspiração. Segundo a mãe, o que filha faz mesmo, desde os dois aninhos, é mergulhar no meio online e nos vídeos do YouTube.

(Foto: Nádia Moccelin/RSN)

“Ela gosta de vídeo de YouTube, fala que quer ser youtuber há uns dois anos. Por isso, viemos para conhecer. Vamos ver, sem pressão. Vamos ver como ela vai, se ela gosta, se ela tem talento, disposição”, conta a mãe, Kelly Karan.

(Foto: Nádia Moccelin/RSN)

Segundo o empresário Marcelo Germano, um dos objetivos das audições do MGT é justamente contribuir com este processo de encontro das crianças com seus desejos, vontades e preferências.

“Minha missão não é mostrar só os palcos para eles, nem só os bastidores, mas que eles se encontrem. Hoje o grande problema que eu vejo com os jovens é que eles não sabem o que querem. Eu acho que nós temos que deixar um legado, uma missão. Por isso, o nome do evento, que é a última fase, é ‘O Encontro ‘, que é justamente a pessoa se encontrar. Eu penso que seria um objetivo muito pequeno levá-los até um grande evento apenas para criar um funil de uma oportunidade somente dos palcos. Quando você dá uma amplitude geral, você mostra o mercado dos palcos, os bastidores, o mercado publicitário, o marketing, as novas profissões do mundo, você dá abertura a todos e não cria frustrações, você cria possibilidades”.

ETAPAS

Após as audições, na manhã deste domingo (10), os participantes participaram de atividades criativas, workshop e testes de avaliação. A próxima etapa ocorrerá em Brasília, com ‘O Encontro’ 2019 entre os dias 12 e 15 de julho.

Relacionadas

Que tal fazer você mesma a fantasia para o seu cão?

REENCONTRO

Elas se reencontram 10 anos após a formatura

EXEMPLO DE VIDA!

Aos 53 anos, guarapuavano que ficou cego é exemplo de superação

Comentários