“Partes da lei inviabilizam a produção agropecuária”, avalia Jorge Karl

Representando a Cooperativa Agrária no seminário “Meio Ambiente: novos padrões de fiscalização e mudanças no Código Florestal”, no Pahy Centro de Eventos no sábado (20), Jorge Karl (foto) defendeu que é preciso rever vários fatores no Código Florestal. “Hoje o meio rural sofre grande pressão com relação a legislação ambiental. Partes da lei inviabilizam a produção agropecuária”, observa o diretor presidente.
Vários pontos de alteração estão sendo sugeridos para o Código Florestal. Entre eles, a possibilidade da soma da área de preservação permanente a porcentagem requerida da reserva legal. “Não se pretende nenhuma agressão ambiental, na verdade, é apenas uma adequação a situações locais respeitando as características de cada área produtiva”, esclarece o produtor.
Para Jorge Karl, é muito importante todos estarem unidos nesta questão e ter o apoio dos parlamentares e de todos os envolvidos no evento. “Esta abertura por parte do IAP nos fortalece”, avalia.

Texto e foto: Andréa A. Alves

Relacionadas

RIQUEZA DO CAMPO

Exportação de grãos deve crescer 8,5% no Porto de Paranaguá

ALTA TECNOLOGIA

Região de Guarapuava é a maior produtora de cevada do Paraná

VENTO A FAVOR

Frente fria impede chegada da praga de gafanhotos no Brasil

Comentários