Sesp registra queda nos crimes de furto e roubo na 7ª Aisp, que inclui Guarapuava

De acordo com o secretário da Segurança Pública, o isolamento social tem forte influência sobre os dados. O número de furtos de celulares caiu em 23%

7ª Aisp da Região de Guarapuava tem queda nos crimes de furto e roubo (Foto: Reprodução/AEN)

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR) divulgou nessa quinta (13) dados atualizados sobre os crimes de furtos e roubos ocorridos no primeiro trimestre de 2020. As informações sobre o segundo trimestre ainda não foram divulgadas. Assim, de acordo com o levantamento, a 7ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), que inclui Guarapuava, teve queda de 10,1% nos crimes de furtos.

Desse modo, a Sesp informou que durante os três primeiros meses de 2020, foram registradas 872 ocorrências de furto nos 14 municípios que formam a Área Integrada de Guarapuava. Sendo assim, foram atendidos 97 crimes a menos que no mesmo período de 2019, quando o total informado foi de 969.

Na 7ª Aisp, o mês com maior número de ocorrências foi o primeiro mês do ano, janeiro. Conforme as informações do boletim da Sesp, foram atendidas 319 ocorrências. Já em fevereiro e março 286 e 267 respectivamente. Em relação aos furtos de veículos, o aumento foi de 25 ocorrências, já que em 2019 foram registrados 44 furtos e em 2020, 69. O mês com mais ocorrências desse tipo neste ano foi janeiro, com 39, seguido por fevereiro com 20 e março com 10.

ROUBOS DE CELULARES

De acordo com a Agência Estadual de Notícias, o número de furtos e roubos de celulares caiu em 23% em todo o Paraná no primeiro semestre deste ano. No primeiro semestre, foram 18.302 ocorrências de furtos e roubos de celulares. Já no mesmo período em 2019, foram 23.770. De acordo com o secretário estadual da Segurança Pública, Rômulo Marinho Soares, a queda se deve à atuação das forças policiais no patrulhamento preventivo e ostensivo. Mas, o período de isolamento social tem forte influência.

“Atuamos constantemente em todo o Estado com policiamento ostensivo nas ruas e fortes investigações. A preocupação é tentar fornecer maior segurança aos cidadãos, não somente em relação aos furtos e roubos de objetos pessoais, mas também as ocorrências no geral”.

Além disso, durante os seis primeiros meses de 2020, foram registradas 10.758 ocorrências de furto de celulares em todo o Paraná. O número é 14,5% menor que as 12.594 ocorrências registradas durante os seis primeiros meses de 2019. Marinho ainda ressalta que o trabalho de combate ao furto e roubo é ininterrupto. Ele lembra que a população deve registrar as ocorrências sempre que for vítima do crime. Segundo ele, tem se que levar em consideração também o período de combate ao coronavírus, com menos pessoas nas ruas, menos roubos e furtos.

Somente com o número de ocorrências em mãos é que nosso setor de análise e inteligência conseguirá apontar os locais que precisamos reforçar o policiamento e, assim, reduzir ainda mais os índices.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

SAÚDE ANIMAL

Atendimento à fauna vítima de tráfico e maus-tratos será ampliado no PR

PRAZO ESTENDIDO

Sesa estende prazo para vacinação contra o sarampo

QUALIFICAÇÃO

Abertas as inscrições para seleção de alunos para curso de guarda-vidas

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com