Alep adia votação do projeto Escola sem Partido

OAB e Ministério Público apontam inconstitucionalidade do projeto de lei

Plenário (Foto: Alep)

A Assembleia Legislativa do Paraná decidiu adiar por dez sessões, a votação, em primeiro turno do projeto “Escola Sem Partido”. O PL entrou na pauta desta terça (28), entre protestos de professores e estudantes que lotaram as galerias do plenário.

Conhecido com o a “Lei da Mordaça”, o PL proíbe discussões sobre política, gênero, religião e sexualidade em escolas da rede estadual de ensino. A proposta tem a assinatura do deputado Ricardo Arruda (PSL).

O adiamento foi proposto pelo deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB), que é contrário à proposta. Parecer da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PR), aponta a inconstitucionalidade da proposta. O Ministério Pública concorda e junto com a OAB já disseram que se a proposta for aprovada, vão recorrer à Justiça para derrubá-la.

Relacionadas

DOE SANGUE

Dia do Doador de Sangue reforça a importância de ajudar a salvar vidas

Inscrições para o PSS encerram com 47 mil candidatos

VOLTA ÀS AULAS

Matrícula para rede pública estadual começa hoje (24) no Paraná

Comentários