Apreensão de drogas cresce quase 40% no Paraná

Em 2019, foi tirado de circulação 143,6 toneladas de entorpecentes. Na comparação com 2018 houve acréscimo na quantidade apreendida de todas as drogas

Houve aumento na quantidade de apreensões de todos os tipos de droga (Foto: AENPr)

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná divulgou um boletim em que ficou constatado que as forças de segurança estaduais apreenderam 143,6 toneladas de drogas de janeiro a dezembro de 2019 no Paraná. As apreensões representam um aumento de 38,8% em relação ao ano anterior.

De acordo com os dados, houve acréscimo na quantidade apreendida de todas as drogas divulgadas no relatório estatístico: maconha (+36%), cocaína (+212%), crack (+38,4%), ecstasy (+76,7%) e LSD (+147,2%).

O secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares explicou que  o aumento nas apreensões de drogas é decorrente das diversas operações das polícias Militar e Civil. “Com mais polícia nas ruas, maior fiscalização e, principalmente, maior investigação por parte dos setores de inteligência correspondentes, conseguimos aumentar esse dado ano a ano”.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos, o maior número de apreensões de entorpecentes colabora para a redução das outras estatísticas criminais, como de furto, roubo e homicídio.  Já o delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach, atribui o aumento à minuciosa investigação e à integração das forças policiais.

Ele afirmou que a Polícia Civil tem grande experiência na investigação de organizações criminosas que atuam no tráfico de drogas. “Todo esse trabalho é feito por todas as nossas unidades especializadas ou de área. Outro ponto chave é a integração e a troca de informações com outras forças de segurança federais, estaduais e municipais. Muitas das grandes apreensões são resultado do trabalho conjunto entre as polícias”.

EM NÚMEROS

Ainda de acordo com os dados divulgados, a cocaína foi a droga que teve maior aumento no volume apreendido no ano passado. De janeiro a dezembro de 2018 foi interceptada 1,6 tonelada, contra 5 toneladas durante 2019, um acréscimo de 212%. “Tivemos uma grande apreensão de cocaína no Litoral do Estado, em julho de 2019, quando foram interceptadas quase 3 toneladas em uma única operação”, ressaltou o secretário Marinho.

Em 2020, a Receita Federal já apreendeu, somente no Porto de Paranaguá, 3.270,5 quilos de cocaína. A droga estava escondida em cargas com destinos internacionais.

Além disso, o volume de crack apreendido cresceu 38,4% – 420 quilos a mais. Em 2019 foi apreendida 1,5 tonelada da droga. Somente em Maringá foram 325 quilos e em Curitiba 230 quilos.

DROGAS SINTÉTICAS

De acordo com a SESP, a quantidade de LSD apreendida também teve crescimento expressivo. Durante todo o ano de 2018 foram interceptados 14.539 pontos da droga, volume que subiu para 35.948 pontos em 2019 – são 21.409 pontos a mais, um aumento de 147%.

Já em relação às apreensões de ecstasy, foram 40.408 comprimidos a mais em 2019, um aumento de 76,7%. No ano passado a polícia tirou de circulação 93.061 comprimidos.

Por fim, a Sesp registrou 137 toneladas de maconha em 2019, 36% a mais que as 100 toneladas em 2018. Quase 375 quilos da droga foram interceptados por dia em todo o Estado.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

MAIS ÁRVORES

No Dia da Árvore, ação prevê plantio de 550 mil mudas no Paraná

INOVAÇÃO

Projeto PrevSIN do Simepar inova na previsão de chuvas

INVESTIMENTOS

Programa de R$ 4 bilhões inclui obras na BR-277 em Guarapuava

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com