Atletas surpreendem ao subir no ringue e divulgar outra luta

Guarapuavanas divulgam a luta contra o feminicídio em campeonato paranaense

Atletas e o combate ao feminicídio (Foto: Divulgação)

Três atletas de Kickboxing de Guarapuava subiram ao ringue durante 19° Campeonato Paranaense da modalidade, em Maringá, no último fim de semana, para divulgar uma outra luta.

Ana Kuster, Elaine Zivigicoski e Renata Tomacheski, vestiram camisetas da campanha lançada por um grupo de agentes comunitárias de saúde de Guarapuava, na luta da violência contra a mulher e, principalmente, contra o feminicídio.

A camiseta foi usada no protesto contra a morte de Universinda de Abreu, 45 anos, assassinada no dia 15 de abril pelo ex-companheiro Vilson Pires Piedade, 46 anos. “Foi a maneira que encontramos de dizer que apoiamos o movimento e também para divulgar a campanha”, disse Ana Kuster.

Ana Kuster (Foto: Divulgação)

As guarapuavanas fizeram parte do grupo de 20 atletas coordenados pelos mestres Rogério Kleppa e André Rodrigues, além do professor André Loiola. Segundo Ana Kuster, os atletas conquistaram “expressivos resultados”, garantindo vagas para o Campeonato Brasileiro de Kickboxing, que será em junho deste ano em São Paulo.

Kleppa (Foto: Divulgação)

Outro ponto alto foi a conquista do cinturão da categoria faixa preta, pelo mestre Rogério Kleppa, garantindo vaga para disputa de título internacional. “Com isso, mais uma vez Guarapuava ganha notoriedade no cenário estadual e nacional, como berço de grandes nomes do Kickboxing, contando, inclusive, com diversos nomes no ranking nacional da Confederação Brasileira de Kickboxing, entre eles Bruno Cerutti, Jhonatan Leuch, Felipe Munhoz e Renata Tomacheski”.

Relacionadas

QUALIFICAÇÃO

Abertas as inscrições para o Congresso Brasileiro de Medicina do Esporte

NO TOPO!

CAD vence Apaf de Paranaguá com placar de 4 a 2 em Guarapuava

GOTEIRA NO GINÁSIO

Goteira adia para este domingo (25), jogo entre CAD e Apaf Paranaguá

Comentários