Aumentam no PR, os registros de violência contra idosos pelo 181

Houve 628 denúncias de violência contra esse público nos cinco primeiros meses deste ano. Aumento de 33,6% na comparação com o mesmo período do ano passado

Aumentam no PR, os registros de violência contra idosos pelo Disque Denúncia (Foto: Sesp)

O Paraná recebeu 628 denúncias de violência contra a pessoa idosa nos cinco primeiros meses deste ano via Disque Denúncia 181. E esse número representa um aumento de 33,6% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando houve 470 denúncias.

As informações foram divulgadas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública nessa segunda (15), Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. Conforme o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, os idosos são uma parcela da população vulnerável e precisam do apoio de todos.

“Procuramos sempre incentivar a população a fazer denúncias sobre quaisquer crimes. A nossa intenção é sempre prezar pelo bem-estar dos paranaenses e, somente com denúncias, conseguimos investigar mais sobre os casos e punir os culpados”.

2019

A secretaria divulgou ainda o número de casos em todo o ano de 2019. De janeiro a dezembro foram recebidas 1.177 denúncias de violência contra a pessoa idosa por meio do Disque Denúncia 181. “Todas as denúncias que recebemos são avaliadas pelas equipes técnicas e investigadas. Quando comprovado o crime, agimos para que os culpados sejam presos e punidos”.

O coordenador do Disque Denúncia 181, capitão André Henrique Soares, destacou que o aumento dos registros se deve à maior confiança da população no trabalho da segurança pública e na garantia do sigilo. “Tivemos o aumento e entendemos como algo positivo porque significa que as pessoas estão procurando mais o 181, ligando, relatando os fatos, fazendo a denúncia”.

ORIENTAÇÃO

O coordenador do Disque Denúncia 181 também alertou sobre os cuidados no dia a dia. “As pessoas que têm idosos nas residências têm que ter total consciência de que eles precisam ser cuidados, assistidos. Eles precisam realmente de atenção. Os vizinhos também precisam estar atentos ao ouvir barulhos ou observar algum vestígio de abandono dessas pessoas e denunciar”.

De acordo com o coordenador é muito importante repassar as informações para os órgãos oficiais. “A denúncia é fundamental, é importante, porque a violência contra idoso é um crime muito sério e que tem que ser averiguado. O canal 181 está disponível para que a gente possa coletar essas denúncias e encaminhar para as providências pelos órgãos cabíveis”.

DENÚNCIA

Toda e qualquer informação sobre esse e outros tipos de crimes pode ser repassada de forma anônima, por qualquer pessoa, ao Disque Denúncia por telefone (181) ou pelo site, para que a situação seja investigada. Em caso emergencial, a polícia pode ser acionada pelo telefone 190 para atender a ocorrência. Outro canal é Disque 100 – Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos.

Qualquer pessoa pode ligar para o número 181 de forma totalmente anônima. Nós temos uma equipe treinada, especializada, pronta para receber essas informações. É importante, antes de ligar, que as pessoas tenham as informações em mãos para que o conjunto dos dados possa ser bem formulado e os resultados obtidos.

A DATA

Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa, o dia de conscientização sobre a violência contra a pessoa idosa ocorre em 15 de junho, data em que diversas atividades são promovidas por instituições ligadas aos direitos deste público.

Segundo o 19º artigo da Lei nº 10.741, de 01 de outubro de 2003, é considerada violência contra o idoso qualquer ação ou omissão praticada em local público ou privado que lhe cause morte, dano ou sofrimento físico ou psicológico”.

VIDEOCONFERÊNCIA

Nessa segunda (15), o coordenador do Disque Denúncia 181, capitão André Henrique Soares, participou da live “Violência Contra a Pessoa Idosa no Paraná, a Garantia de Direitos e as Políticas Públicas para essa população”.

A live foi organizada pelo Departamento da Política da Pessoa Idosa da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho. E faz parte da Campanha Vidas 60+, uma ação organizada pela mesma secretaria.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

INTERNET

Dentro de aldeias, escolas indígenas recebem internet

OLHA A OPORTUNIDADE

Corpo de Bombeiros abre inscrições para curso de guarda-vidas civil

VACINA ANTECIPADA

Campanha de vacinação contra pólio e multivacinação é antecipada no PR

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com