Baixa procura por vacinas preocupa o Ministério da Saúde

O distanciamento social e a situação da pandemia no Brasil são fatores que têm gerado impacto na queda da cobertura vacinal

Baixa procura por vacinas preocupa o Ministério da Saúde (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

A baixa procura pelas vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) no período de pandemia tem preocupado o Ministério da Saúde. Segundo a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério, Ana Goretti, o distanciamento social e a atual situação do país são fatores que geram impactos negativos na cobertura vacinal.

Além disso, Goretti avalia que a redução na procura pelas vacinas é realmente preocupante, já que as pessoas estão com medo de sair de casa. “Muitas famílias ficam com receio de ir aos postos de saúde, mas temos orientado todas as equipes de saúde quanto às medidas de segurança”.

Ela destacou que o Brasil possui o maior programa público de imunização do mundo. São distribuídas mais de 300 milhões de doses de imunobiológicos anualmente. O Programa Nacional de Imunização (PNI) conta com 37 mil postos públicos de vacinação em todo o país, sendo que em campanhas organizadas anualmente este número chega até 50 mil postos e 51 Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIEs).

Hoje nós temos um esquema vacinal complexo por ser extremamente completo no combate às doenças mais prevalentes aos brasileiros. Nós concentramos a oferta de muitas vacinas ainda na infância, para facilitar a imunização da maior parte das pessoas ao mesmo tempo.

GRIPE

Dessa maneira, o Ministério destaca a importância da prorrogação da terceira e última fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe para até 30 de junho. Assim, as pessoas que fazem parte dos grupos que estão sendo chamados para vacinação devem comparecer aos postos de saúde.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

ESCOAMENTO DA SAFRA

Estradas rurais de Virmond e Chopinzinho recebem pavimentação poliédrica

POTENCIAL TURÍSTICO

Prudentópolis pode ter o primeiro geoparque do Paraná

CONSEQUÊNCIA DA PANDEMIA

Prudentópolis Futsal desiste de disputar a Série Prata do Paranaense

Comentários