‘Bate Grade’ encontra celulares e estoques na Cadeia de Guarapuava

Apreensão revela facilidade de acesso e comunicação com lado de fora

(Foto: Polícia Civil)

A operação ‘bate grade’ que começou nas primeiras horas da manhã dessa quinta (25), na cadeia pública de Guarapuava, revelou que os presos se comunicavam com facilidade com o lado de fora da cadeia e ainda uma grande quantidade de armas brancas artesanais.

A polícia encontrou durante a vistoria pelo menos 84 celulares, carregadores, fones de ouvido, baterias, drogas, estiletes e dezenas de estoques – facas improvisadas com ponta afiada, feitas de materiais diversos. Também foi encontrada uma barra grande de ferro.

(Foto: Polícia Civil)

A procura de objetos e materiais dentro das celas é rotineira por parte do Setor de Operações Especiais (SOE), ligado ao Departamento Penitenciário do Paraná (Depen). A 14ª Subdivisão Policial de Guarapuava, tem a sede compartilhada com a carceragem, que abriga cerca de 400 presos em uma estrutura construída para 166 presos.

(Foto: Polícia Civil)

A pergunta que fica é como todo esse material foi parar dentro da cadeia? Na última operação ‘bate grade’ no dia 18 de fevereiro, foram pegos 100 celulares, drogas e buracos que facilitariam possíveis fugas na cadeia.

As denúncias de maus tratos durante o ‘bate grade’ foram negadas pelo Depen, e segundo a assessoria de comunicação do departamento ninguém ficou ferido.

(Foto: Polícia Civil)

 

Relacionadas

INSTABILIDADE

Fim de semana deve ser de tempo instável em Guarapuava

DIA DE FOLGA

Dia do Servidor Público terá ponto facultativo em Guarapuava

DESTAQUE

UTFPR lidera ranking com mais cursos com nota máxima no Enade

Comentários