Beto Richa é réu em possível desvio envolvendo escolas de Guarapuava

Segundo o MP, essas obras teriam causado prejuízos de mais de R$ 1,6 milhão aos cofres do PR

Beto Richa (Foto: Reprodução)

O ex-governador Beto Richa é réu pela terceira vez na Operação Quadro, que investiga desvio de mais de R$ 20 milhões em obras de escolas públicas. Ele é acusado pelo crime de corrupção passiva e por obter vantagem indevida em contrato de licitação, e já responde pelos crimes de obstrução de justiça, corrupção, organização criminosa e prorrogação indevida de contrato de licitação.

Na denúncia aceita pelo Fernando Fischer, da 9ª Vara Criminal de Curitiba, nessa segunda (15), o processo em questão envolve duas escolas de Guarapuava, a Leni Marlene Jacob no Bairro Primavera, e Pedro Carli, na Vila Bela. Essas obras, segundo o Ministério Público Estadual, teriam provocado um prejuízo de mais de R$ 1,6 milhão aos cofres públicos. As duas escolas foram inauguradas pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior na quinta (4).

Relacionadas

COLÉGIO MILITAR

Anúncio do governador na segunda (26) gera expectativa em Guarapuava

NOVAS REGRAS

PRF informa sobre regras para quem vai passar pela Ponte da Amizade

PARCERIA

Aliel entrega veículo para entidade assistencial de Ponta Grossa

Comentários