Brasileiros resgatados na China chegam à Base Aérea de Anápolis

Os 34 brasileiros resgatados na China foram trazidos em dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Os aviões chegaram por volta das 6h

Brasileiros resgatados na China chegam à Base Aérea de Anápolis (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os 34 brasileiros resgatados na China chegaram à Base Aérea de Anápolis em Goiás, na manhã deste domingo (9). Eles vieram em dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) enviados ao país asiático na última quarta (5).

De acordo com a Agência Brasil, as aeronaves pousaram às 6h05 e 6h12 vindas de Fortaleza, última escala técnica no trajeto da chamada Operação Regresso. O resgate foi feito na cidade chinesa de Wuhan, epicentro do surto mundial do coronavírus.

As aeronaves também trouxeram quatro poloneses e um chinês que desembarcaram em Varsóvia, na Polônia, um dos locais de escala para abastecimento. Os repatriados vão permanecer em quarentena por 18 dias, no hotel de trânsito da Base Aérea de Anápolis, que foi especialmente preparado para essa operação.

De acordo com a Agência Brasil, a tripulação – médicos, pilotos, enfermeiros, – que participou do resgate também vai cumprir período de quarentena. Todos ficarão em apartamentos individuais ou, no caso dos que são pais ou mães de crianças menores, poderão ficar no mesmo quarto. O grupo inclui crianças de 2 e 3 anos e outras de 7 a 12 anos. As visitas estão proibidas.

Os dois aviões da FAB com os resgatados a bordo decolaram de Wuhan, na China, no início da noite de sexta (7). Por fim, no trajeto para o Brasil, as aeronaves pararam para reabastecimento em Ürumqi (China), Varsóvia (Polônia), Las Palmas (Espanha) e em Fortaleza, já em território brasileiro.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

DENUNCIE

No Brasil, uma mulher é vítima de assassinato a cada nove horas

LUTO

Morre o jornalista Fernando Vannucci aos 69 anos em São Paulo

LUTA ANTI-RACISTA

No Dia da Consciência Negra e no ano todo a luta é por igualdade racial

Comentários