Burko anuncia reestruturação do PV e diz que partido será o maior de Guarapuava

Guarapuava – O ex-prefeito Vitor Hugo Burko, atual diretor-presidente do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), reuniu cerca de 500 pessoas na noite deste sábado, dia 13, para o que tratou como reestruturação do Partido Verde em Guarapuava.
O encontro contou com a participação da Executiva Estadual do PV, entre os quais o presidente estadual Melo Viana, o secretário de Estado do Meio Ambiente, Rasca Rodrigues, a deputada estadual Rosana Ferreira.
Prestigiada pelos vereadores Admir Strechar (presidente da Câmara – PMDB), Nélio Gomes da Costa (PSDB), João Napoleão (PSDB), Gilson Amaral (DEM), Sadi Federle (PSB), amigos, companheiros políticos, ex-secretários municipais, ex-vereadores, Burko patrocinou uma retrospectiva de sua carreira política, relembrando seu mandato como vereador, suas tentativas até os oito anos em que administrou o município como prefeito.
Com um discurso ambientalista ressaltou que estar no PV é pensar na vida, é projetar o futuro. Palavras que encontraram ressonância nos pronunciamentos de Melo Viana, Rasca Rodrigues e de Rosana Ferreira.
Strechar também fez uso da palavra para lembrar a sua divergência política com Burko durante as suas gestões como prefeito, mas sem perder o bom senso e o bom relacionamento com a Câmara. Ressaltou também a maneira aberta e descentralizada de como Burko conduz o seu grupo político.
Anunciando que o PV chegou para se tornar o “maior partido político de Guarapuava” Burko lançou duas alas dentro do partido: o PV Mulher que tem a participação da sua mãe, dona Maria do Rocio Burko e da sua esposa Paula Pape, e o PV Jovem.
“Filiamos cerca de 300 pessoas e estamos em busca de mais adesões”, disse ele anunciando umdos pontos altos do evento que foi a filiação do empresário Celso Goes, ex-PT.

Relacionadas

NOVA MEDIDA

TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

HOMENAGEM PÓSTUMA

Prefeito decreta luto oficial de três dias pela morte de Bosco

Carreata pede 'impeachment' de Bolsonaro também em Guarapuava

Comentários