Carli Filho pede desfiliação do PSB

Guarapuava – O ex-deputado estadual Fernando Carli (foto) se antecipou à possíbilidade de ter o mandato cassado pela Assembleia Legislativa do Paraná e também à ameaça de expulsão do PSB, partido pelo qual foi eleito.
No final da tarde desta sexta-feira, dia 19, além de encaminhar documento à Assembleia renunciando ao cargo, também enviou correspondência ao presdiente da Executiva Municipal do partido, o advogado Sergio Fanucchi, pedindo a desfilação do partido.
Fanucchi, em contato com a Rede Sul de Notícias, informou que se encontrava em Curitiba, mas que chegaria em Guarapuava neste final de semana. Ele vai encaminhar o pedido de desfiliação ao Cartório Eleitoral na segunda-feira, dia 1o de junho.
O presidente do PSB no Paraná, Severino Araújo, confirmou na última quinta-feira à jornalista Cristina Esteche que a tendência do PSB era mesmo a de expulsar o deputado. Disse que apesar de ser amigo da Família Carli, entre a amizade e o dever, ficaria com o dever, numa referência à posição do PSB pela exclusão de Carli Filho das hostes do partido.
Carli Filho tinha até o dia 6 de junho para apresentar a defesa no processo de expulsão por violar o código de ética do partido.
Segundo Severino Araújo, com a desfiliação espontânea do ex-deputado, o processo – a exemplo da sindicância que tramitava na Assembleia e que tinha como objeto a cassação do mandato – também será arquivado

Relacionadas

Governador nomeia dois novos secretários de Estado

AÇÃO

MP pede devolução de mais de R$ 1 milhão em diárias da Câmara

ELEIÇÕES

Deputados aprovam adiamento das eleições para 15 e 29 de novembro

Comentários