Carli não descarta futuro político de ex-deputado

Guarapuava – O prefeito Fernando Ribas Carli (PP) recebeu a imprensa na manhã de hoje, 23, no gabinete.
Emocionado, Carli, pela primeira vez, conversou com a imprensa de Guarapuava sobre a “tragédia que acometeu três famílias”, referindo-se ao acidente ocorrido na madrugada de 7 de maio em Curitiba.
O resultado foi a morte de dois jovens – Gilmar Rafael Yared e Luiz Murilo de Almeida -, os ferimentos graves provocados em Carli Filho e a renúncia do mandato deste como parlamentar.
Com essa decisão o ex-parlamentar não perde os direitos políticos. O prefeito também não descartou a possibilidade de Carli Filho retornar à política. “Ele tem apenas 26 anos e só sofreu um acidente”, comentou.
Segundo o prefeito, a decisão de Carli Filho em consenso com a família foi de renunciar ao mandato e responder criminalmente como cidadão comum, “sem foro privilegiado”.
Abatido, mais magro e na maior parte do tempo, emocionado, o prefeito disse que ficou sabendo do acidente às 10h30min quando se levantou e foi até o quarto dos filhos na casa que a família mantém em Curitiba.
“O Bernardo estava no quarto, mas o Luiz Fernando não estava. Perguntei à moça que trabalha em casa se ele havia dormido fora decasa. Ela disse que sim, mas que estava preocupada porque tinha visto a notícia de um acidente ali perto e tinha reconhecido a camisa do Luiz Fernando e o carro. Fui até a garagem e o carro não estava lá. Liguei para meus cunhados e pedi ao Bernardo que fosse verificar o que estava acontecendo. Quando soube, perdi o chão”, afirmou.
Segundo o prefeito, começava aí uma luta para salvar a vida do ex-deputado. Disse também que foi ele, ainda na UTI, quem contou ao filho o que havia acontecido. “Ele chorava muito e queria saber quem tinha morrido. Como não conseguia falar, pediu caneta e papel e começou a escrever. A decisão da renúncia também partiu dele”, disse o prefeito.
Carli falou por mais de 30 minutos, respondeu questionamentos, muitos dos quais já veiculados pela imprensa estadual e disse que agora só pensa na recuperação do filho e em continuar administrando o município.
Revelou que deseja conversar com as famílias que perderam seus filhos no acidente, mas que isso ocorrerá no momento oportuno.
Carli ressaltou a solidariedade do povo guarapuavano que “rezou, mandou mensagens, cartas, telegramas. Foi a maior demonstração de afeto e de solidariedade que já recebemos”, afirmou.
O prefeito só perdeu o controle quando o assunto tratado entrou no campo da política.
Criticou a atuação da Câmara de Vereadores com quem, segundo o prefeito, não tem parceria. “Não aprovam nada. Se não gostam de mim até entendo, mas estão prejudicando a população”, criticou.
A íntegra de 58 minutos da entrevista será veículada em vídeo pela Rede Sul de Notícias em três partes. Confira daqui a pouco.

Relacionadas

VACINAÇÃO

5ª Regional de Saúde terá 5.920 doses de vacina para 20 municípios

INÍCIO DE MANDADO

Primeira sessão ordinária da Câmara ainda não tem dia definido

MILITARIZAÇÃO

Deputados aprovam alterações no programa Colégios Cívico-Militares

Comentários