Cassação de Temer será julgada terça feira (04)

Da Redação, com Esmael Morais

Curitiba – O TSE definiu a próxima terça, 4 de abril, como o início do julgamento da cassação de Michel Temer (PMDB).

Além de Temer, a Corte também decidirá sobre as contas da presidente eleita Dilma Rousseff (PT), derrubada em 31 de agosto de 2016.

Originalmente, o pedido do PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer eleita nas eleições de 2014.

Gilmar Mendes, que preside a corte eleitoral, marcou a sessão para as 9h.

O ministro-relator da cassação, Herman Benjamin, vai pedir no voto a cassação da chapa.

PROCESSO

Em dezembro de 2014, as contas da campanha da então presidente Dilma Rousseff e de seu companheiro de chapa, Michel Temer, foram aprovadas com ressalvas, por unanimidade, no TSE. No entanto, o processo foi reaberto porque o PSDB questionou a aprovação por entender que há irregularidades nas prestações de contas apresentadas por Dilma, que teria recebido recursos do esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato. Segundo entendimento do TSE, a prestação contábil da presidente e do vice-presidente é julgada em conjunto.

A campanha de Dilma Rousseff nega qualquer irregularidade e sustenta que todo o processo de contratação das empresas e de distribuição dos produtos foi documentado e monitorado. No início do mês, a defesa do presidente Michel Temer sustentou no TSE que a campanha eleitoral do PMDB não tem relação com os pagamentos suspeitos. De acordo com os advogados, não se tem conhecimento de qualquer irregularidade no pagamento dos serviços.

Relacionadas

VOLTA AO TRABALHO

Após reuniões sindicais, greve dos Correios acaba oficialmente

COMO ASSIM?

Bolsonaro diz que a Amazônia é 'úmida' e 'só pega fogo pelas bordas'

NO TRÂNSITO

Hoje inicia a Semana Nacional do Trânsito em todo o país

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com