Comitiva debate inclusão de Guarapuava em projeto da malha ferroviária

Sandro Alex assumiu o compromisso de estudar a viabilidade de um terminal de recebimento e despacho de cargas em Guarapuava

Cesar Filho e empresários em reunião na SEIL (Foto: Secom/Prefeitura)

A garantia de que Guarapuava será incluída nas melhorias anunciadas pelo Governo no setor ferroviário levou uma comitiva a Curitiba. O endereço foi a Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado. De lá,  a comitiva saiu com o compromisso do secretário Sandro Alex de que vai estudar a viabilidade para que Guarapuava tenha um terminal de recebimento e despacho de cargas.

Outra solicitação foi a inclusão do município na ampliação da capacidade de escoamento da produção paranaense pela malha ferroviária. Essa ampliação está prevista no acordo entre o Governo e as concessionárias Rumo e Ferroeste.

De acordo com o prefeito, a produção de Guarapuava hoje é transportada por  rodovias, mas a ideia é mudar essa logística. “Viemos assegurar que Guarapuava seja atendida com a originação de cargas ferroviárias, em especial no setor madeireiro por containers. Isso vai  diminuindo os custos e deixando o transporte mais eficiente”.

Assim, com o prefeito estavam na audiência, empresários do setor de logística e madeireiro de Guarapuava e diretores da empresa Rumo e Bravo.

O CONTRATO

A Ferroeste (Estrada de Ferro Paraná Oeste S.A.) e a Rumo Logística firmaram um acordo comercial em janeiro de 2020. A intenção é a ampliação do escoamento da safra em janeiro deste ano.

De acordo com o contrato, a expectativa é que o volume de produtos transportados via ferrovia, ligando Cascavel a Guarapuava passe de 1 para 2 milhões por ano. Hoje a Rumo é a responsável por operar a linha de Guarapuava ao Porto de Paranaguá e a Ferroeste cuida do trecho que liga Cascavel a Guarapuava.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

GUARAPUAVA

Restaurantes e setor de eventos podem pedir remissão da taxa de alvará

RETORNO

Guarapuava terá mais de R$ 5 bi com a redistribuição do ISSQN

FACILIDADE

Financiamento da casa própria já pode ser feito por app da Caixa Econômica

Comentários