Confirmação de 51 novos casos de covid-19 preocupa em Irati

A Saúde Municipal considera este o pior momento da pandemia no município. Em Irati, 12 pessoas já morreram por conta da doença

Saúde emitiu nota de orientação aos empresários (Foto: Kelly Ramos/Portal Clique)

Nos últimos dias, Irati vem enfrentando a pior fase da pandemia do coronavírus, segundo o setor de epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde. Conforme as informações, somente nessa sexta (6), 51 novos casos deram positivo. Este é o maior número de registros da doença em 24 horas, desde quando iniciaram as notificações da pandemia no Estado. Desse modo, o município soma 602 confirmações.

Segundo o Portal Clique, nesta semana, ocorreram oito surtos da doença. Porém, segundo a epidemiologia, os casos não ocorrem somente nesses núcleos e sim de uma forma geral. Além disso, Irati, no período considerado de alta da pandemia, nos meses de inverno, nunca registrou mais do que 30 pessoas em isolamento domiciliar, com a doença ativa. Assim, hoje, há 158 pessoas em quarentena.

MÉDIA

Desse modo, a média de casos por dia nesta semana foi de 30 e ontem (6) saltou para 51, alta já esperada pelo setor de saúde, uma vez que são desdobramentos dos casos já confirmados da covid-19. Assim, a cada nova confirmação, o setor de epidemiologia faz o rastreamento dos contatos próximos, como familiares.

Desde o início da pandemia, Irati registrou 12 mortes. Hoje, duas pessoas estão internadas devido à infecção. Outros 428 pacientes já estão recuperados. Além disso, nesta semana, houve a divulgação de uma nota orientativa aos empresários, onde as medidas de segurança para evitar o contágio são reforçadas. Por fim, em Guarapuava somente ontem (6) foram confirmados 54 novos casos.

*Com informações do Portal Clique

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

O ALERTA CONTINUA

Neste sábado (5), Guarapuava registra 37 novos casos de covid-19

BAZAR BENEFICIENTE

Bazar agendado 'Vidas por Vidas' ocorre todos dias em Guarapuava

INFRAESTRUTURA

Movimentação de cargas pela Ferroeste cresce 34%, com novo recorde

Comentários