Corredor de grãos e madeira, PR-364 precisa ser alargada, diz Cristina Silvestri

Rodovia precisa ser melhorada no percurso entre Goioxim e a BR-277

Deputada Cristina, secretário Sandro Alex e demais autoridades (Foto: Ascom)

Responsável pelo escoamento de grãos e madeira em grande quantidade a PR-364, estrada que liga o município de Goioxim à Br-277, voltou à pauta de pedidos da deputada estadual Cristina Silvestri (Cidadania23).

Em audiência com lideranças de Guarapuava, Goioxim, Marquinho e Campina do Simão, e o secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex a reivindicação foi o alargamento da rodovia estadual.

“Este trecho é uma passagem obrigatória para vários produtores rurais, que usam a estrada para escoar sua produção e receber insumos”, explica Cristina.

Para se ter uma ideia da importância dessa solicitação e da necessidade da obra, somente em 2018, propriedades rurais de associados à Cooperativa Agrária Agroindustrial, que tem lavouras no entorno de Goioxim produziram 150 mil toneladas de grãos.

Já a Cooperativa Agroindustrial Coamo, que possui uma unidade de recebimento às margens da rodovia, recebeu 378 mil sacas de grãos no ano passado. A Santa Maria Papel e Celulose, de Guarapuava, também utiliza a estrada para escoamento e, em 2018, transportou neste trecho quase 23 mil toneladas de grãos e 150 mil toneladas de madeira.

Deputada Cristina na Seil (Foto: Ascom)

DEMANDA ANTIGA

O alargamento desta rodovia é uma solicitação antiga de moradores dos municípios de Goioxim, Campina do Simão, Marquinho, Cantagalo e Guarapuava.

Construída há mais de 20 anos, o trecho da PR-364 que necessita da obra possui apenas 2,6 metros de pista de rolagem. Para dois veículos passarem ao mesmo tempo, é necessário que um saia para o acostamento. A solicitação de alargamento compreende um trecho de 50,5 quilômetros.

“A atuação atual da via tem provocado inúmeros acidentes, muito deles com mortes, e dificulta a segurança, bem-estar e também o desenvolvimento de Goioxim e de municípios próximos”, reforça Cristina.

Sandro afirmou que o Governo possui condições financeiras de garantir a obra, porém, antes disso, é necessário formalizar o projeto via Executivo. “Se nós conseguirmos este projeto rápido, eu consigo garantir que a obra comece ainda neste ano”.

PARTICIPAÇÕES

Autoridades na Seil (Foto: Ascom)

De Goioxim, estiveram presentes na reunião a prefeita Mari Terezinha; presidente da Câmara de Vereadores, Elson Luiz; vereador Olino Soares; vereador Duarte Ferreira; vereador Saulo de Olindo; vereador Nerson dos Santos; vereador Everaldo; e ex-prefeito Elias Schreiner.

De Campina do Simão, estiveram presentes o prefeito Miro; secretária de assistência social Eliane; secretário de finanças, Heber Scarpim; vereador Frigo; e vereadora Adriana Tomen.

De Marquinho, estiveram presentes o vice-prefeito Meinaldo Padilha; Secretário de Saúde Júnior Bolzon; presidente da Câmara de Vereadores, Antonio Santos Vaz; vereador Wilson Rodrigues; vereador José Maria; e vereador Zequinha.

Participaram do encontro, ainda, o presidente do Sindicato Rural de Guarapuava, Rodolpho Botelho e o diretor-financeiro da Cooperativa Agrária Agroindustrial, Arnaldo Stock.

 

Relacionadas

OBRIGATÓRIO

Adapar alerta produtores sobre prazos para atualizar rebanhos no PR

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Guarapuava será a 1ª cidade do país a ter 'app' com prêmio internacional

ALERTA

Serviço de alerta de ferrugem asiática na soja começa nesta quinta no PR

Comentários