Cresol inaugura sede administrativa regional em Guarapuava

Cooperativa de crédito muda conceito e abertura estatutária permite créditos comerciais

Nova unidade Cresol em Guarapuava (Foto: RSN)

Um novo conceito em cooperativismo de crédito. Com este formato a Cresol escolheu Guarapuava para sediar a sede administrativa da Cresol Vale das Araucárias, fusão entre as administrações de Pinhão, Turvo, Prudentópolis e Santa Maria do Oeste. Isso não significa, entretanto, que as agências nesses municípios sejam fechadas. Muito pelo contrário.

De acordo com o presidente do Conselho de Administração da Cresol, Pedro Perehouski, de Prudentópolis, as agências passam a ser fortalecidas, com mais acesso a tecnologias e agilidade do atendimento. “Com essa centralização num centro maior como Guarapuava reduzimos custos, aumentamos a estrutura das agências e vamos fortalecer as ações lá na ponta”.

Em Guarapuava a cooperativa de crédito já conta com outras duas agências: uma no Centro da cidade e outra no Shopping Cidade dos Lagos. A nova sede está localizada na rua XV de Novembro, em frente a agência da Previdência Social.

Autoridades cortam a faixa inaugural (Foto: RSN)

Com essa nova estrutura, disposta em amplas e modernas instalações para melhor atender a clientela, Guarapuava passa a sediar um núcleo regional com 11 agências. São em torno de oito mil associados com movimentação financeira de R$ 180 milhões de ativos em torno de R$ 80 milhões em créditos rurais.

Pedro Perehouski  (Foto: RSN)

A proposta da Cresol desde 2018 quando houve uma abertura no estatuto da cooperativa, até então voltada apenas para o crédito rural, é de ampliar o atendimento também para micro e pequenas empresas, MEIS. “Nosso carro-chefe sempre vai ser o crédito rural, mas já estamos trabalhando com o crédito comercial que já soma entre R$ 40 milhões e R$ 50 milhões”.

As vantagens da cooperativa de crédito que nasceu em Francisco Beltrão em 1995, mas que entrou em operação no seguinte, são as taxas de juros mais baixas do que as praticadas no mercado. “Além de você ser usuário, passa a ser também dono, já que na assembleia de final de ano há a divisão da sobra financeira”, disse Pedro.

A INAUGURAÇÃO

Convidados prestigiam a inauguração (Foto: RSN)

Nem mesmo o sol que faz nesta segunda feira (6) em Guarapuava impediu que convidados prestigiassem a abertura da Cresol, no lado de fora da unidade. “Estamos chegando com mais força para nos fazer mais presente”, disse o presidente do Conselho Administrativo, Pedro Perehouski.

Para o vice-prefeito de Guarapuava, Itacir Vezzaro, o entreposto criado em Turvo, inicialmente, mostra que a “semente que foi plantada deu frutos e agora vai gerar grandes negócios”. De acordo com o presidente da Central Cresol Baser, Alzimiro Thomé, o sistema que nasceu há 24 anos em Francisco Beltrão, no Sudoeste do Paraná, hoje é referência nacional e internacional em crédito solidário, sendo a maior cooperativa do Brasil, contando com mais de 200 mil famílias cooperadas em 10 estados brasileiros.

“A Cresol surgiu em Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná, onde também está instalada a sede da Central Cresol Baser. Hoje o Sistema tem uma área de abrangência com postos de atendimento, além do Paraná nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Rondônia, São Paulo, Rio de Janeiro e Amazonas, com expansão para novas áreas”, afirmou.

Alzimiro Thomé (Foto: RSN)

Segundo Alzimiro, o objetivo das cooperativas Cresol é aproximar dos cooperados os produtos e serviços financeiros. “Muito além de uma instituição financeira completa, a Cresol é hoje referência em crédito rural e desde 2018 abrimos para o crédito comercial”.

Para o prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho (Cidadania), o Brasil tem uma realidade bancária “muito ruim”, com uma das maiores concentrações de crédito do mundo.

Prefeito Cesar Filho durante pronunciamento (Foto: RSN)

“E a cooperativa de crédito é uma das ferramentas para vencer esse oligopólio”. Segundo o prefeito, a Cresol olha os produtos de forma diferenciada e vai permitir que Guarapuava seja mais empreendedora ao oferecer crédito mais justo e mais humanizado.

O prefeito voltou a comentar o “bom momento econômico” que Guarapuava vive e disse que a nova unidade da Cresol no município fortalece esse “boom” de novos empreendimentos.

Relacionadas

13º SALÁRIO

Décimo terceiro salário vai injetar 5,4% a menos na economia em 2020

CONSTRUÇÃO CIVIL

Construção civil apresenta inflação de 1,69% em outubro, diz FGV

GUARAPUAVA

Restaurantes e setor de eventos podem pedir remissão da taxa de alvará

Comentários