Cristina pede liberação de boletim on-line para vítimas de violência

Ferramenta serviria para atender mulheres que sofrem violência doméstica durante a quarentena, exceto em casos de violência sexual, diz Cristina

Deputada Cristina Silvestri, procuradora da Mulher na Alep (Foto: Dálie Felberg/Ascom)

Cristina Silvestri, procuradora da mulher da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), pede que sejam disponibilizados boletins on-line para registros de ocorrências. Seria para casos de violência doméstica, exceto em casos de violência sexual. A demanda apresentada pela procuradoria foi referendado pela bancada feminina da Casa e, também, por outros parlamentares.

Além da Procuradoria da Assembleia, a Defensoria Pública, o Ministério Público e o Tribunal de Justiça também reforçam a importância da liberação desse modelo de denúncia e confecção de boletins. Conforme a procuradora, o documento está na Secretaria de Segurança Pública do Paraná.

De acordo com Cristina Silvestri, a medida não anula a possibilidade de denúncias presenciais nas delegacias. “É importante para servir como uma ferramenta a mais de denúncia durante o período de isolamento que estamos vivendo. Alguns estados como São Paulo já colocaram em prática este mesmo procedimento”.

Porém, a proposta não determina que as denúncias sejam feitas exclusivamente pelo site da polícia que poderia continuar recebendo as denúncias presenciais. De acordo com o documento, isso seria, principalmente em casos mais graves e que apresentam ameaça iminente à vida ou integridade física das mulheres.

“Nesta situação de pandemia e isolamento social forçado, precisamos pensar em alternativas para garantir que as mulheres, mesmo com restrições a sair de casa, possam acessar os serviços de proteção e impedir ou denunciar a violência”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

AUMENTOU

Dengue cresce no Paraná e Saúde confirma terceira morte pela doença

VIOLÊNCIA INFANTIL

Campanha contra violência infantil estimula denúncias anônimas

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

Projeto incentiva a preservação ambiental nos parques estaduais

Comentários