Depen cancela oficialmente unidade Sentinela em Palmital

Palmital teria a carceragem da cadeia transformada em enfermaria para presos infectados ou com suspeita de serem portadores da covid-19

Depen cancela oficialmente unidade Sentinela em Palmital (Foto: Arquivo/RSN)

Os moradores de Palmital e de Pitanga podem ficar tranquilos. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP) oficializou o cancelamento da unidade Sentinela na cadeia de Palmital. Na relação dos municípios que sediariam o projeto também constava a cadeia de Pitanga.

O anúncio dessa desistência foi feito em ofício ao prefeito Valdenei de Souza. O documento é assinado pelo chefe da Região Administrativa do Departamento Penitenciário (Depen), José Roberto Chagas.

De acordo com o texto, a carceragem da cidade seria utilizada para abrigar presos com suspeita de estar contaminados pelo novo coronavírus. Porém, quando a notícia se espalhou pela cidade, moradores se mobilizaram contra a iniciativa da Sesp. Assim, pitanguenses seguiram o exemplo.

Conforme o ofício, a medida tomada pelo Depen com o cancelamento da unidade Sentinela em Palmital se deve justamente ao movimento popular. “Saliento que o Depen nunca teve a intenção de causar pânico aos munícipes, bem como a sociedade civil organizada desse Município”.

Todavia, o Depen assegura que vai buscar outras alternativas para ‘abrigar’ os presos que estejam infectados ou com suspeita da doença.

O OFÍCIO

(Imagem: Cadeia de Palmital)

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

ACIDENTE

Duas pessoas ficam feridas em capotamento na PR-466

PARCERIA

Aliel entrega veículos para APAE e asilo de Imbituva

SOE

SOE passa por Guarapuava para garantir a segurança do Cadeião

Comentários