Dia T: ato artístico na Unicentro luta pelo fim da violência contra a mulher

Intervenções ocorrem ao longo de todo a quarta feira (22), no campus Santa Cruz

Arte como ferramenta de luta, de expressão, de transformação. É a arte e, também, a indignação social pela violência cruel e diária às mulheres que incitou movimentos sociais, entidades e a sociedade organizada guarapuavana a promoverem nesta quarta feira (22) intervenções artísticas no campus Santa Cruz, da Unicentro.

Com o nome “Arte na colher”, o ato contará com apresentações culturais que terão início já pela manhã. Às 9h, uma dinâmica de integração, com Etiene Rabel Corso fará a abertura das ações. Na sequência, às 9h50, haverá a exibição do documentário “Precisamos falar com os homens”, com Valéria de Oliveira, Cibele Tozzi e Elis Carraro. Às 11h, será a vez da oficina “Além da pena: relato de mulheres presas sobre o cotidiano de uma cadeia pública”, com Fernanda Bugai. No período da tarde, às 14h30, haverá a performance “Até que a morte os separe”, com o Deart Unicentro.

A iniciativa é estabelecida pela organização como Dia T: Todos por Todas, em uma ação que convoca toda a sociedade a lutar pela vida das mulheres, fazendo uso do ambiente da universidade e, também, da expressão da arte, como meio e ferramenta de reflexão. De acordo com Ana Cristiane Moreles, integrante do Movimento Tod@s por Todas, que organiza a iniciativa com outras entidades e movimentos de Guarapuava, a articulação é um clamor popular por transformação social e cultural urgente que, a partir dos casos recentes de violência contra a mulher em Guarapuava, com a morte de Tatiane Spitzner e, também, em toda a região, despontam com ainda mais necessidade.

“Diante das imagens que repercutiram mundialmente, de violência contra a mulher, Guarapuava ficou marcada por essa violência e nós queremos fazer um movimento que deixe Guarapuava marcada, também, pela luta contra essa violência. Esse é nosso foco”, destacou.

Leia também
MP apresentará denúncia de feminicídio contra Manvailer; imagens foram divulgadas
Todos por Tatiane Spitzner: movimento toma conta das redes sociais

Esse é o ato inicial do Dia T, que prevê ainda, uma caminhada no dia 25 de agosto, saindo da Praça Cleve em direção ao Parque do Lago, com um dia de programação cultural e assistencial intensa.

Para esse movimento de luta e mobilização, há a união de forças das seguintes entidades, instituições e movimentos: Numape, Marcha Mundial das Mulheres (Guarapuava), Clube Soroptimista, Movimento de Mulheres da Primavera, Agroalfas Campo, Divas do Asfalto, Comissão da Mulher Advogada, Rede de enfrentamento à violência contra a mulher, Centro Universitário Campo Real, Faculdades Guairacá, Unicentro, OAB Guarapuava, Unip Universidade Paulista, Sesc, Casa da Cultura, Celen, Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres, Centro Interdisciplinar de Estudos de Gênero (CIEG), Edna Lima, Movimento Tamo juntas, Movimento Mulheres Alto da XV, Rotary Club Guarapuava – Guairacá, Portal RSN, Farmácia Nissei, Felchak Produções, Grupo Artístico Spatium, Cia Jones Guerra, Daccor Comunicação Visual e Marketing Digital.

Relacionadas

ESTAÇÃO COLORIDA

Primavera chega trazendo flores e estiagem ao Paraná

SETE CONFIRMAÇÕES

Sete novos casos de covid-19 são confirmados em Guarapuava

COVID-19

Dois casos de covid-19 foram confirmados em Guarapuava neste domingo

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com