Economia de dois anos permite que Câmara de Turvo tenha sede própria

Antes da obra começar, Fundo já tinha R$ 837 mil de R$ 1 milhão que é o custo total da obra

Sede própria da Câmara de Vereadores de Turvo (Imagem: Divulgação)

A sede própria da Câmara Municipal de Turvo, em execução, será a marca da atual composição de vereadores, sob a presidência de Eraldo Matos Sapateiro. A obra deverá ser concluída no começo do segundo semestre deste ano com um investimento aproximado de R$ 1 milhão, dos quais R$ 837 mil resultam da economia nos últimos dois anos.

“Quando assumimos a presidência da Mesa Executiva o caixa era de apenas R$ 9,6 mil, mas fizemos uma contenção de despesa e antes da obra começar já tínhamos quase o valor integral em caixa, mesmo colocando ar condicionado nas salas”.

De acordo com Eraldo Sapateiro, essa economia será ainda maior quando a sede estiver pronta, já que o pagamento mensal de aluguel é de R$ 60 mil. Com plenário amplo e moderno para acomodar o público que comparece para acompanhar as sessões, gabinetes, salas administrativas e um auditório para 200 pessoas, a nova sede em nada lembrará o início do Legislativo Municipal que em 1892 começou em duas salas embaixo no piso térreo da Prefeitura.

Sendo construída na Rua Doutor João Ferreira Neves, em frente a Sanepar e próximo ao Cemei Vó Luiz, a obra que terá 993 m² começou no passado, com a execução da fundação, laje e cobertura, fechamento de parte de arrimo, por se tratar de um terreno irregular doado pelo Município. Nessa primeira etapa, após o processo licitatório, a empresa Esmetur, com sede na PR-466, em Turvo, foram investidos R$ 295.700, já depositados em um fundo, criado especificamente para essa finalidade.

Vereador Heraldo Matos Sapateiro, presidente da Câmara de Turvo (Foto: Divulgação)

De acordo com o presidente, foi necessário fazer um aterro na área que será o plenário, o que foi preciso um aditivo de R$ 73.500. Foi feita uma segunda licitação para a segunda fase da obra, que terá 680,95 m². A empresa Engespar, de Jardim Alegre, venceu o processo, com o valor de R$ 368.624,48.

Segundo Heraldo, a obra encontra-se fechada, sendo iniciada a colocação de pisos, portas, janelas, elétrica e hidráulica, reboco e som. “Com três medições com o pagamento desses valores, já pagamos mais 50% do valor total da obra”.

A etapa final serão os acabamentos da parte inferior da obra, composta pelos gabinetes dos vereadores, depósito, sala de arquivos, cozinha, estacionamento e outros. “Essa fase ainda não foi licitada”.

Segundo o presidente Heraldo Matos Sapateiro, a sede própria da Câmara será aberta para reuniões, palestras, cursos de capacitação, entre outras atividades da Prefeitura de Turvo.

Relacionadas

CRIME AMBIENTAL

Polícia Ambiental multa propriedade em Rebouças em R$ 178 mil

AUMENTOU

Dengue cresce no Paraná e Saúde confirma terceira morte pela doença

VIOLÊNCIA INFANTIL

Campanha contra violência infantil estimula denúncias anônimas

Comentários