Em tempo de estiagem, Sanepar orienta sobre consumo consciente

Paraná vive a pior estiagem dos últimos anos e Guarapuava é o município mais afetado. É preciso o uso racional para evitar desabastecimento, diz Sanepar

Em Foz do Iguaçu (Foto: Sanepar)

O Paraná está passando pela pior estiagem desde 1997 e Guarapuava é o município mais afetado. De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) nove municípios tiveram chuvas bem abaixo da média histórica entre junho de 2019 e março de 2020.

Porém, em Guarapuava a redução no volume de chuvas foi de 47,2% neste período. Ou seja, foram 809 milímetros contra uma média histórica de 1.533 milímetros. Conforme o levantamento, em todos os 10 meses analisados choveu menos do que o previsto no município. Destaque para março, que choveu apenas 30 milímetros ante a expectativa de 113 milímetros.

Represa Passaúna em Curitiba (Foto: Sanepar)

Assim, além de Guarapuava, houve redução de 33% na média de precipitação no conjunto de municípios formado por Curitiba, Ponta Grossa, Maringá, Londrina, Foz do Iguaçu, Cascavel, Guaratuba e Umuarama. De acordo com a explicação do coordenador de operação do Simepar, Antonio Jusevicius, o verão ficou marcado por precipitações muito abaixo do esperado.

CAMPANHA

De acordo com a Sanepar, diante dessa escassez de água, uma campanha vai conscientizar a população sobre a importância do uso racional de água. Assim, algumas dicas sustentáveis foram selecionadas e devem ser seguidas pelos consumidores. Só com o consumo consciente será possível evitar o desabastecimento no Estado. As dicas estão abaixo.

NO BANHEIRO

(Foto: arquivo/RSN)

Mantenha a torneira fechada ao escovar os dentes, fazer a barba e ao ensaboar a louça. Ao escovar os dentes com ela aberta, você gasta cerca de 13,5 litros de água em apenas dois minutos.

Porém, é preciso também que os banhos sejam curtos. Afinal, cinco minutos são suficientes para fazer a limpeza do corpo e, enquanto você se ensaboa, o registro deve ser fechado. Isso gera uma economia de até 30 mil litros no ano.

Além disso, evite duchas de alta pressão. Além de serem usadas para dar a sensação de massagem no corpo, as duchas de alta pressão são inimigas do consumo consciente de água. Elas têm uma vazão grande, de 20/30 litros por minuto. Um banho de 10 minutos em um chuveiro de 30 litros por minuto gasta em média 300 litros de água. Porém, a Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que o consumo consciente por habitante é na ordem 112 litros por dia.

NA COZINHA

(Foto: Pixabay)

Organize a louça antes de lavá-la. Use uma bacia para deixar os utensílios de molho, para amolecer a sujeira. Depois, lave toda a louça e enxágue tudo de uma única vez.

Conforme a Sanepar, só ligue a lava-louças e a lava-roupas quando estiverem cheias, pois isso evita o desperdício. Assim, espere juntar uma quantidade de roupas ou louças suficientes para encher os eletrônicos.

NO JARDIM

(Imagem: Pinterest)

No jardim, evite regar as plantas nos horários de sol forte. De acordo com a Sanepar, regar o gramado ou o jardim antes das 10 horas da manhã e depois das 7 horas da noite previne o excesso de evaporação. Evite também a mangueira.

Conforme as dicas, no inverno é possível regar as plantas dia sim, dia não. Com essas medidas, você pode economizar cerca de 96 litros de água diariamente só com as plantas.

Portanto, use a vassoura para limpar o quintal, a calçada ou as áreas comuns de prédios e empresas. De acordo com a Sanepar, uma mangueira ligada por 15 minutos gasta 280 litros de água. Use um balde e um pano para limpar o carro. 

Outrossim, preste atenção e conserte eventuais vazamentos na sua casa. Um buraco de 2 mm em um cano de uma única casa desperdiça 3.200 litros de água por dia.

CONSCIENTIZE

Converse com as pessoas à sua volta sobre o consumo consciente de água, incentive ações de economia e redução no uso desse bem tão valioso. Se você mora em prédio, converse com os moradores do condomínio sobre a implementação de hidrômetros individualizados, que estimulam cada morador a ter uma maior consciência sobre o seu consumo de água.

Reutilize as águas cinzas, que são aquelas provenientes  da máquina de lavar roupas (dentre outras), para limpar calçadas da sua casa, terraços ou outras áreas externas do prédio. Além de limpar pisos, a água que sai ao final da lavagem pode servir para outras atividades como limpar paredes ou até regar o jardim (dependendo do tipo de substância com o qual a água tiver entrado em contato).

VEJA QUANTO CADA ATIVIDADE CONSOME DE ÁGUA

Quadro comparativo do consumo residencial de água.

FECHE A TORNEIRA

Uma torneira aberta faz escorrer pelo ralo 20 litros de água por minuto. Ao lavar as mãos ou a louça, não deixe a torneira aberta todo o tempo.

HORA DO BANHO

Seja rápido no banho. Cada 5 minutos embaixo do chuveiro ligado consomem 70 litros de água.

LAVANDO ROUPA

Junte roupas para lavar todas de uma só vez. Aproveite a água usada no tanque ou na máquina para lavar calçadas.

REAPROVEITE

A água do último enxágue das roupas, no tanque ou na máquina, pode ser usada para ensaboar tênis, cobertores e pisos.

CARRO LIMPO

Use baldes, e não a mangueira, para lavar o carro. Seu automóvel fica limpo e a economia pode chegar a 300 litros de água.

CALCULE QUANTO TEMPO CADA CAIXA D’ÁGUA PODE GARANTIR O ABASTECIMENTO

Antes de lavar

Capacidade de autonomia para o consumo residencial de água.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

EM ALERTA!

Aumento de casos eleva isolamento a 44% em Guarapuava

TEMPO FIRME

Após expectativa de ciclone, tempo fica firme no fim de semana

CONSCIÊNCIA AMBIENTAL

Meio ambiente orienta moradores para o descarte correto em lixeiras públicas

Comentários