Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

A Energisa informa que as interrupções programadas nos serviços de fornecimento de energia elétrica ocorrem entre 3 e 6 de setembro

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava (Foto: Divulgação)

A Energisa divulgou as novas interrupções programadas nos serviços de fornecimento de energia elétrica, em Guarapuava. Assim, as interrupções estão previstas para ocorrer entre 3 e 6 de setembro. Conforme a empresa, a interrupção é necessária para executar obras de manutenção e melhoria na rede elétrica. Por isso, a interrupção será efetuada nas seguintes datas, horários e locais:

3 de setembro

Em 3 de setembro, das 12h30 às 18h30, para os bairros: Industrial e Primavera.

5 de setembro

Em 5 de setembro, das 7h às 13h, para os endereços: rua Alameda Barroso, do nº 13 ao 735. Na rua Ernesto F. de Queiroz, do nº 405 ao 1313. Além disso, na rua Evangelista Eduardo Diniz, do nº 618 ao 665. Também na rua Humaitá, do nº 25 ao 104. Além disso, rua Marcílio Dias, do nº 141 ao 649. E rua Miguel Feres Mishalany, do nº 14 ao 549.

6 de setembro

Em 6 de setembro, das 7h às 13h, para os endereços: rua Alameda Barroso, nº 309. Além disso, na rua Conde D’eu, do nº 323 ao 987. Rua Humaitá, do nº 1 ao 321, rua Miguel Feres Mishalany, nº 309. Além disso, rua General Osório, do nº 270 ao 5231. E por fim, rua Senador Pinheiro Machado, nº 1703.

Entretanto, caso os serviços sejam concluídos antes dos horários previstos, os religamentos poderão ser antecipados. Mas por medida de segurança, a companhia orienta que se considere as instalações elétricas energizadas. Por fim, em caso de dúvidas, utililize o aplicativo Energisa On. Se preferir, acesse o site energisa.com.br ou ligue para o telefone: 0800 7010 326.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

RODOVIA

Consórcio Dalba/Schmtti vai executar obras de duplicação da BR-277

PANDEMIA DA COVID-19

Guarapuava registra três mortes por covid-19 em 24h

NOVAS PRAÇAS DE PEDÁGIO

Paraná terá 15 novas praças de pedágio e promete tarifas menores

Comentários