Estrada rural de Prudentópolis recebe pavimentação poliédrica

Os trabalhos começaram há 100 dias. As obras envolvem alargamento da pista, terraplanagem, sistema de drenagem, entre outras melhorias

Assim, as obras envolvem alargamento da estrada e terraplanagem, entre outras melhorias (Foto: Ascom/Prefeitura de Prudentópolis)

O Programa de Estradas Rurais Integradas aos Princípios Conservacionistas (Estradas da Integração), foi criado pela Secretaria de Agricultura e do Abastecimento para melhorar a trafegabilidade na área rural dos municípios. Agora, é a vez de Prudentópolis receber melhorias.

Assim, quase mil moradores do município vão ser beneficiados com uma pavimentação poliédrica em um trecho de 6,31 quilômetros por seis metros de largura que liga a comunidade de Ponte Alta, na interseção com a BR-277, até a sede do Distrito de Patos Velhos.

Os trabalhos já estão sendo feitos há 100 dias e envolvem alargamento da pista, terraplanagem, sistema de drenagem, nivelamento da área perto de uma pequena ponte, e instalação definitiva das pedras onde antes tinha apenas cascalho. A intervenção já está 95% pronta e o último trecho deve ser entregue até o fim de julho.

De acordo com Arthur Bittencourt Filho, chefe do Núcleo Regional da Secretaria de Agricultura e do Abastecimento em Guarapuava, o projeto oferece melhores condições de trafegabilidade aos produtores rurais das Regiões beneficiadas. “Desse modo, a ação favorece também o escoamento da produção agropecuária e o transporte escolar. Além disso, gera mão-de-obra na pavimentação”.

MELHORIAS

Bittencourt Filho também acrescenta, que os agricultores vão obter preços melhores nas atividades agropecuárias, podendo, inclusive, incrementar a produção. O investimento do Governo do Estado é de R$ 1,7 milhão. Entretanto, há a contrapartida financeira municipal de R$ 129,4 mil, que está dentro de um pacote de R$ 46 milhões em pavimentação rural.

O Paraná tem uma vocação ligada ao agronegócio e possui diversas comunidades muito interioranas, mas que são fundamentais para a geração de emprego e renda nos municípios. Desse modo, Prudentópolis fica em uma Região que ainda tem um potencial enorme de investimentos e precisa de mais infraestrutura para crescer.

PRUDENTÓPOLIS

Dados divulgados no começo de 2020 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam quatro municípios da Região dos Campos Gerais entre os 100 maiores do Brasil no ranking do Valor Adicionado Bruto da Agropecuária (VABs). O líder regional é Castro (R$ 531,7 milhões em 2017 – 41º do Brasil), seguido por Tibagi (R$ 455,6 milhões), Palmeira (R$ 425,7 milhões) e Prudentópolis (R$ 381,5 milhões).

A agricultura representa cerca de 53% da receita de Prudentópolis. É importante salientar que a Região é forte produtora de soja e milho, as principais commodities (produtos de qualidade e características uniformes) do Estado.

Prudentópolis também é um dos principais produtores de feijão (R$ 49 milhões de Valor Bruto de Produção em 2018) e fumo (R$ 108 milhões). Os dados foram apresentados pelo Departamento de Economia Rural (Deral).

O município conta com cerca de 8 mil pequenos agricultores e 7 mil quilômetros de estradas rurais, com 26,3 mil habitantes fora da zona urbana. Para a secretária municipal de Agricultura, Dayanne Louise, a pavimentação traz proveitos para a localidade diretamente beneficiada. Além disso, auxilia as localidades vizinhas, que estão sob influência da mesma via de acesso.

“Prudentópolis é a quinta maior cidade em extensão, com uma rede de estradas e vias de importante ligação às localidades rurais”.

OUTROS MUNICÍPIOS DO PARANÁ

As estradas rurais de Chopinzinho e Virmond também receberam pavimentação. Assim, foram 12 quilômetros em Chopinzinho, na Região Sudoeste, três quilômetros em Porto Barreiro e 2,5 quilômetros em Virmond, ambas no Centro-Sul do Estado. Os recursos são da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento.

Conforme o governador Carlos Massa Ratinho Junior, o Paraná tem como estratégica apostar nas vocações. O agronegócio é responsável por cerca de 35% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CONQUISTA

Reconhecimento: Paraná conquista Área Livre de Aftosa sem Vacinação

AGRICULTURA

Em 2020, Guarapuava aumentou a área de plantio da cevada em 11%

COMEMORAÇÃO

Site 'Compre do Produtor' lança descontos no Dia da Agricultura Familiar

Comentários