Estudante é agredido por usar boné do MST, em Curitiba

Caso aconteceu em frente a Universidade Federal do Paraná

(Foto: Reprodução)

Um estudante da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi agredido ontem, terça feira (9), em Curitiba. De acordo com testemunhas, o ataque teria sido provocado porque o acadêmico usava um boné do MST, enquanto os quatro agressores usavam camisetas de uma torcida organizada. Ainda segundo as testemunhas, os agressores seriam adeptos da campanha de Jair Bolsonaro. Depois de agrediram o estudante, os homens ainda quebraram os vidros da Casa da Estudante Universitária de Curitiba (CEUC) e da Biblioteca Central da universidade.

Segundo a polícia, ninguém foi preso porque os agressores fugiram quando algumas pessoas socorreram a vítima. De acordo com a assessoria da Polícia Militar, a “confusão” envolveu torcedores do Coritiba, que são os agressores, mas não cita o envolvimento político. Porém, testemunhas que prestaram depoimentos, confirmaram o contrário.

NOTA DA UFPR

A Universidade Federal do Paraná, em nota, lamentou o ato.

“A UFPR repudia veementemente todo e qualquer ato de violência, de preconceito ou de discriminação e entende que os espaços universitários são ambientes de debate e do exercício de liberdade de opinião. Um espaço histórico e simbólico que deve se manter pleno da democracia e de continua resistência à intolerância, à violência e banidas as formas de opressão”.

Relacionadas

PIONEIRO

Paraná regulamenta biosseguridade em granjas de suínos

ELEIÇÕES 2018

Em Curitiba, Cida assina decreto que trata da transição

TRANSIÇÃO

Ratinho Júnior anuncia Piana para comandar a equipe de transição

Comentários