Famílias recebem casa própria em Santa Maria do Oeste

Aportes financeiros e contrapartidas reduziram os valores das prestações de financiamento imobiliário em Santa Maria do Oeste

Famílias recebem casa própria em Santa Maria do Oeste (Foto: AEN)

Trinta e uma famílias que vivem em Santa Maria do Oeste estão de casa nova desde essa sexta (27). De acordo com o Governo do Paraná, o projeto recebeu R$ 2 milhões de investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Além de contrapartidas dos órgãos envolvidos.

Conforme o Governo, a participação dos três níveis do Poder Executivo reduziu os custos de financiamento. Dessa forma, facilitou a compra da casa própria pelas famílias. Além de prestações mais baixas, os juros de financiamento, da Caixa Econômica, surgem menores do que os praticados convencionalmente.De acordo com o o chefe do escritório regional da Cohapar Elmar Vornes, as prestações variam de acordo com o perfil financeiro dos compradores. Entretanto, houve a preocupação de não comprometer o orçamento familiar. “Neste empreendimento as parcelas estão entre R$ 190 a R$ 400 reais e os descontos de acordo com a análise da renda familiar”.

REALIDADE

Para o policial militar aposentado Wellington Careta, de 51 anos, chegou o fim do longo período pagando aluguel. “Eu e minha esposa pagamos aluguel há mais de 18 anos e é sofrido. Já tínhamos tentado antes um financiamento por conta, mas não conseguimos. A casa veio em uma boa hora”.

Conforme o projeto, os novos moradores do Residencial Santa Maria do Oeste II contam com infraestrutura completa nas proximidades. O conjunto fica no Centro, em frente à prefeitura.

Conforme o projeto, todas as unidades contam com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa. Todavia, são quatro tamanhos de casas, 38, 43, 49 e 50 metros quadrados. Todavia, os dois últimos modelos totalmente adaptados para pessoas com deficiência.

CONTRAPARTIDAS

Além da assessoria técnica da companhia, a participação do Governo do Estado envolveu a instalação subsidiada dos padrões de energia elétrica pela Copel. Além do fornecimento dos materiais necessários para a instalação das redes de água e esgoto via Sanepar. A prefeitura doou os terrenos.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

MAIS ECONOMIA

Energisa investe na instalação de luminárias de led na Unicentro

BOLETIM COVID

HSV confirma 100% de ocupação de leitos de UTI privados da covid-19

SONHO DA CASA PRÓPRIA

Interessados em casas da Cohapar têm até dia 24 para se inscrever

Comentários