Fórum de debates sobre o pré-sal acontece na Câmara Municipal

Nesta sexta-feira, às 20h a Câmara Municipal recebeu o Fórum de debates: “O pré-sal tem que ser nosso!”. Coordenado por representantes da Central Única dos Trabalhadores o fórum tem passado por várias cidades do interior do Paraná e colocando em pauta o tema extremamente atual da exploração e distribuição dos recursos petroleiros encontrados na camada do pré-sal, na costa do país. O público, a grande maioria composta por estudantes do ensino médio, foi acompanhada por representantes de órgãos como o Sindicato dos petroleiros (Sindipetro) e Sindicato dos Servidores, Funcionários Públicos, e Professores Municipais de Guarapuava (SISPPMUG).

Para o Presidente da CUT-PR, Roni Anderson, o circuito de palestras serve para aproximar a população das decisões que mais irão afetar a economia do país nas próximas décadas. “Não podemos deixar que o Brasil se transforme num país árabe, onde existem os Sheiks do petróleo riquíssimos e a população em volta paupérrima. Nós temos que democratizar essa riqueza e por isso queremos trazer a população brasileira para ajudar a influenciar na aprovação das leis que estão em tramitação no Congresso.” Para ele, é vital que a população lute para que não seja feita licitação e o pré-sal seja explorado por empresas privadas. “Nós precisamos trazer de volta o monopólio estatal do petróleo para que Petrobrás possa explorar esse petróleo em nome do povo brasileiro e que a maior parte do lucro deste petróleo seja destinada para um fundo social e soberano, através desse fundo é que nós vamos poder fazer investimentos na educação, na saúde e etc.”

O vereador Antenor Gomes de Lima que também esteve presente e compôs a mesa de debates frisou a questão da divisão dos lucros do pré-sal. “O petróleo é brasileiro, a Petrobrás que descobriu o pré-sal, descobriu isso com recursos e dinheiro do povo brasileiro, de impostos provenientes desde o Amazonas até o Rio Grande do Sul. Não foi com dinheiro apenas do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo, então a partilha tem que ser feita com todas as cidades, com toda a União, isso é que é importante, que esse recurso chegue a todo mundo.” Antenor também lembrou que futuramente o pré-sal representará uma injeção de mais ou menos US$5 trilhões na economia do país ao longo de 20 anos, valor que pode representar 20% do PIB do país nos próximos anos.

Foto: Mesa composta pelo vereador Antenor Gomes de Lima, o Presidente da CUT-PR Roni Anderson, o Coordenador da CUT Regional Centro-Sul e a Presidente do SISPPMUG Ediane de Lima

Relacionadas

Carreata pede 'impeachment' de Bolsonaro também em Guarapuava

VAI COMEÇAR

Câmara marca início do período ordinário para 3 de fevereiro

NOVO PRESIDENTE

Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos

Comentários